Saúde é um direito de todos e dever do estado. É respeitando esse pressuposto legal que a Prefeitura Municipal de Porto Seguro, por meio da Secretaria de Saúde, tem levado atendimento em saúde às populações mais distantes, de difícil acesso e em situações de risco social.

No mês de setembro, uma iniciativa levou à Delegacia de Polícia Civil vacinação, consultas médicas, entrega de medicamentos e coleta de material para exames laboratoriais.

O atendimento é periódico e oferecido a homens e mulheres, e envolve, ainda, acompanhamento da equipe do Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA Itinerante, que leva orientações sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis - DSTs, Aids e hepatites virais, com distribuição de preservativos.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Paulo Granha, esse trabalho permite a detecção precoce de possíveis patologias. “O fato de estarem em contato muito próximo uns com os outros aumenta os riscos de contaminação em casos de doenças, como a tuberculose”, conclui.

José Mauro Álvares, diretor da Vigilância Ambiental e responsável pelas ações, explica que a iniciativa é pioneira no município, tendo sido implementada na gestão do Prefeito Abade. “O atendimento tem cerca de dois anos. Com ele já foi possível diagnosticar e tratar, além de casos de tuberculose, sífilis e outros agravos”, disse.

Segundo a delegada Eliana Barbosa, a parceria que viabiliza atender às necessidades de saúde dos detentos é uma questão de humanidade. “Apesar de serem acusados de prática de delitos, são seres humanos, por isso, precisam de cuidados médicos.Essa rotina permite manter mais tranquilidade e maior segurança para todos os que lidam nesse ambiente", afirmou.


Alexandra Soares
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Saúde de Porto Seguro
(73)8815-9839 begin_of_the_skype_highlighting (73)8815-9839

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top