Desde o início do mês, os principais monumentos de Salvador receberam iluminação na cor rosa. A cidade participa do Outubro Rosa, campanha internacional pela conscientização sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama, doença que mata 11 mil mulheres todos os anos no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). O governo do estado também entrou na campanha com o Programa Saúde em Movimento – rastreamento do câncer de mama, que deve percorrer diversas cidades do estado.

O objetivo é tentar mudar a estimativa do Inca de que 1.970 novos casos deste tipo de câncer serão diagnosticados na Bahia em 2011, sendo 780 na capital. A primeira cidade visitada pelo Programa foi Itaberaba, a 267 quilômetros de Salvador, mas as pretensões do projeto são bem maiores. As unidades móveis pretendem percorrer as 28 microrregiões do estado e fazer um milhão de mamografias em dois anos.

Segundo o secretário de Saúde, Jorge Solla, a ação do Programa conta com três etapas, sendo a primeira de mamografia; a segunda vai ocorrer caso haja suspeita de nódulo na mama, quando a paciente será encaminhada a uma unidade especializada de oncologia para realizar exames confirmatórios, como ultrassonografia. A terceira etapa será após confirmação do resultado positivo da doença, quando as mulheres serão encaminhadas para realizarem o tratamento especializado, entre estes, quimioterapia, radioterapia.

“Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, melhor é a capacidade de resposta ao tratamento. Além dos exames, queremos que esse seja um trabalho educativo que conscientize as mulheres sobre a importância da prevenção”, disse.

Ações em Salvador

A iluminação de seus monumentos com a cor rosa não será a única contribuição de Salvador ao Outubro Rosa. Na próxima segunda-feira (17/10), a Câmara de Vereadores realizará uma sessão especial, às 10h, para debater o tema e homenagear entidades que prestam assistências ás pessoas com câncer.

A programação inclui também um dia de ação, com a realização de diversas atividades no Foyer do Centro Cultural da Câmara, no dia 18, com exposição para a venda de artesanatos feitos por mulheres assistidas pela Viva Maria e pelo Núcleo Assistencial para Pessoas com Câncer (Naspec), além de orientações, distribuição de folders informativos e apresentação cultural com grupos engajados na campanha.

De Salvador,
Eliane Costa com agências.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top