Pacientes de óculos escuros cuidados para proteger a visão recuperada
O compromisso da Prefeitura de Porto Seguro em levar a possibilidade de cura de catarata e tratamento do glaucoma está trazendo resultados exitosos para os pacientes atendidos pelo SUS, no município. O trabalho é realizado por meio da Secretaria de Saúde em parceria com a Clínica Oftalmodiagnose, credenciada SUS.

Nos dias 16, 17, 18 e 19 de novembro, foi realizada a segunda etapa da Ação de Combate à Catarata e também da Ação Porto Seguro contra o Glaucoma, iniciadas no mês passado. Em dois meses de ação, foram atendidas 1000 pessoas, realizadas 360 cirurgias e acompanhamentos de pacientes com catarata e foram acompanhados 456 pacientes de glaucoma. São pacientes de todos as regiões do município, como seu Clóvis Honorato, de 75 anos, morador de Pindorama. Ele passou pela cirurgia e fez questão de dizer: “Fui muito bem tratado. Com todo zelo”. Também estão sendo atendidas famílias indígenas de Barra Velha, Aldeia Velha e Coroa Vermelha, como a paciente Isabel Braz Ferreira, 58, que, na segunda etapa, passou por exame de sangue e eletrocardiograma, para seguir para a cirurgia.

Catarata

Na segunda etapa, foi realizada triagem para catarata em pacientes que haviam passado pela cirurgia de um olho e voltaram para a cirurgia do outro olho, além de acompanhamento desses pacientes, exames pré-operatórios e cirurgia. Após a cirurgia, a dona de casa Elenir Rosa de Jesus, de 66 anos, moradora de Vera Cruz soletrou algumas palavras no dia revisão, e afirmou: “Agora, mesmo de longe, estou enxergando as letrinhas na fachada da loja. E estou me sentindo muito bem”. O resultado foi o mesmo para dona Júlia Maria da Silva, 68: “Vejo as letras todas limpinhas, agora”.

Segundo o oftalmologista Carlos Souza, da equipe que acompanha os pacientes, a realização da segunda etapa é um indicativo de existência de demanda reprimida tanto de atendimento em catarata, quanto glaucoma. Ou seja, uma necessidade que está se colocado em evidência graças ao chamamento que a Secretaria de Saúde está fazendo ao público.

“As cirurgias representaram uma resolutividade rápida. Normalmente, os pacientes estão com 10 a 20 anos sem visão, e quando, após um procedimento cirúrgico simples, eles conseguem recuperar a visão, há uma grande satisfação”, afirmou o coordenador de Enfermagem do Hospital Municipal, Élio do Amaral, sobre a felicidade do pacientes quando retornam para a revisão.

Glaucoma

Os pacientes de glaucoma que haviam passado pela primeira triagem receberam o colírio, para continuidade do tratamento. Os casos suspeitos passaram por exames complementares, para definição do diagnóstico.

O glaucoma é uma doença do nervo óptico causado pelo aumento da pressão intraocular. De acordo com a médica Fabíola Mansur, especialista em glaucoma, os casos confirmados devem ser acompanhados periodicamente: “É necessário fazer o exame, para ter um controle da doença, pois, ela incurável, irreversível e, na grande maioria dos casos, não apresenta sintomas. Por isso a gente vai até o paciente.” Foi assim que o aposentado Jovenal Morais, ficou sabendo que tem glaucoma aos 79 anos de idade: “Agora que sei, vou fazer o tratamento”, disse.

Há casos em que o paciente tem de ficar de olho nas duas doenças. Dona Antônia Domingas, 79, tem glaucoma e catarata. Participou no mutirão contra o glaucoma no bairro Baianão, em outubro e de lá para cá, já passou pela terceira revisão. Agora, ela se prepara para se livrar da catarata.



Alexandra Soares

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Saúde de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top