Os elogios à maneira calorosa como foram recebidos em Porto Seguro e ao sucesso do projeto Educando com a Horta Escolar foram a tônica dos comentários públicos dos representantes de 17 países, que estiveram em Porto Seguro nos dias 01 e 02 de dezembro, participando do Encontro Internacional Programas de Alimentação Escolar Sustentáveis: a Experiência Brasileira.

A comitiva, composta por representantes dos cinco continentes, veio a Porto Seguro atendendo o convite do Ministério das Relações Exteriores, encerrando uma série de 13 cursos sobre o Programa de Alimentação Brasileiro. Resultado de uma parceria entre a Prefeitura, FNDE (Fundação Nacional para o Desenvolvimento da Educação) e FAO (Organização das Nações Unidas para a Educação), a visita a Porto Seguro aconteceu em função das práticas públicas bem sucedidas através do projeto Educando com a Horta Escolar e do setor de Merenda Escolar, da Secretaria de Educação.

Além do seminário, a programação incluiu um encontro oficial de boas vindas, promovido pelo prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade, em seu gabinete; visitas às reservas indígenas da Juerana e da Jaqueira; almoço na Creche São Sebastião; encontro com agricultores familiares, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Meio Ambiente, Polícia Ambiental e equipe da Merenda Escolar da Secretaria Municipal de Educação; encerrando com um animado almoço, com direito a dançar reggae junto com o prefeito, no Hotel Sunshine.

Referência mundial

Logo na chegada, a comitiva, que incluiu ainda o consultor de monitoramento da FAO, Juarez Kalil e a Coordenadora nacional da FNDE, já percebeu a maneira calorosa como o município se preparou para recebê-los. Uma roda de capoeira deu as boas vindas aos visitantes, convidando alguns representantes para entrar na dança. A receptividade por parte do grupo foi a melhor possível, com os visitantes estrangeiros e turistas brasileiros tirando muitas fotos.

No gabinete do prefeito, a secretária de Educação, Dilza Reis, falou do orgulho de Porto Seguro em receber a delegação estrangeira, para socializar e trocar informações, por conta de práticas bem sucedidas no setor de alimentação escolar. “Nos últimos três anos, oferecer uma alimentação de qualidade e melhorar o nível de aprendizado de nossos alunos tem sido uma prioridade nossa”, destacou a secretária. Ela salientou outra conquista da atual administração, que abraçou a causa de adquirir dos agricultores familiares do município 30% dos alimentos servidos na merenda. “Esperamos que a FNDE também se orgulhe da nossa atuação e do nosso comprometimento”, enfatizou.

Para a coordenadora da FNDE, Najla Veloso, Porto Seguro é motivo de orgulho para a instituição. “Porto Seguro é uma referência para nós. Essas pessoas que aqui estão são mais que autoridades, são pessoas que enfrentaram desafios políticos e técnicos para fazer a diferença para a nossa gente”, declarou a coordenadora. Segundo ela, aqui é um pedaço diferente do Brasil, com escolas na sede, no campo e em aldeias indígenas. “É um município que ataca os problemas com coragem e determinação. Gostaríamos que vocês aplaudissem essas pessoas, que arregaçaram as mangas, foram à luta e conseguiram resultados que são um exemplo a ser seguido”, afirmou.

Recepção calorosa

Ao fazer uso da palavra em nome do grupo de estrangeiros, alguns dos visitantes agradeceram a acolhida e não esconderam a alegria por estar em Porto Seguro e pela maneira como foram recebidos pela Prefeitura. “Foi a primeira vez que me senti realmente honrado em um lugar, desde o aeroporto. Em meu país, esse tipo de homenagem é dirigida apenas às autoridades”, afirmou Erick Chipwaya, da Zâmbia. Ele contou que no hotel onde ficou hospedado, encontrou crianças que lhe ensinaram diversas palavras em português. E orgulhoso, contou até 10, sob os aplausos dos convidados.

Alexandrina do Nascimento Pascoal da Vera Cruz, de São Tomé e Príncipe, também agradeceu a recepção “acolhedora e amorosa”. “A gente se sente em casa. Vamos aplicar tudo o que aprendemos aqui em nosso país”, assegurou. Maurício Valencia, de El Salvador, parabenizou o governo local por desenvolver “projetos sociais e criar novas alternativas de cultura e progresso para a população”. Durante todas as visitas e solenidades, os estrangeiros tiveram acesso à tradução simultânea, em inglês e espanhol, de acordo com a língua falada em cada país.

Educação e merenda de qualidade

O prefeito Abade não conteve a emoção diante das manifestações de gratidão e reconhecimento da comitiva internacional. “Deus me colocou nesse cargo em 2008 e pudemos fazer grandes transformações na educação, sobretudo na merenda escolar. A qualidade dos produtos que usamos para servir a merenda escolar é a mesma daqueles que são consumidos pelas classes média e alta no Brasil”, enfatizou.

O prefeito parabenizou a coordenadora do projeto Educando com a Horta Escolar, Tatiana Longo pelo empenho e dedicação, e afirmou que a atual gestão zela pelo bem estar e pelo dinheiro do povo. “Estamos investindo para que as famílias do campo, nossos agricultores familiares, tenham acesso a uma fatia desses recursos que são destinados para a merenda escolar”, informou.

Abade convidou os visitantes a conhecerem e divulgarem as belezas naturais de Porto Seguro. “Para nós vocês têm a mesma importância que o maior chefe de estado de seus países, porque nos sentimos honrados de receber tantas nações irmãs, que vivem os mesmos problemas que estamos vivendo ou já vivemos no passado. E o Brasil é como vocês. Vocês têm a nossa cara”, assinalou, agradecendo a presença de cada um, com saudações em português, inglês e espanhol.

Fizeram parte da comitiva que visitou Porto Seguro representantes dos seguintes países: Argélia, Azerbaijão, El Salvador, Congo, Guiné Bissau, Honduras, Indonésia, Jamaica, Mocambique, República Dominicana, São Tomé e Príncipe, Seichelles, Suriname, Sri-Lanka,Tanzânia, Timor-Leste e Zâmbia.



Hilda Rodrigues (MTB 4262)

Fotos: Hadja

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top