Sou um ser solar.
E como fui atraído pela Terra.
Assim atraio todos vocês.
Com a força e a luz que vive dentro de mim,
E que irradio para todos vocês.
Olho o meu sol todos os dias,
Do nascer ao poente.
Desejo alcançá-lo, e voltar para lá,
Porque o sol é o meu lar.
Minha força solar foi atraída pela Terra,
E sem a força do sol murcho e morro a cada pôr
Do sol.
De manhã renasço,
Me curvo, me torço, me enrolo todo, em busca do meu rei,
Da minha barca solar.
Como estou preso á Terra, com a minha família e não consigo me esquecer da minha origem solar.
Tenho em meu ovário a esfera solar, lembrança da nave solar que de lá partiu, e me fixou na Terra.
Como não tenho rebeldia, e pertenço a todas as espécies.
Não me rebelo.
Mas dentro dos meus ovários, recebo o meu rei sol;
E recebo a cada um de vocês,
Com as flores, as cores, os sentimentos e a energia da irradiação solar, que eu trouxe para a Terra.
Da minha Terra querida.
Me libertem, da minha raiz terrena;
E me ofereçam para cada um que vocês quiserem,
Com as riquezas, as belezas, e a nobreza,
Da minha origem solar.
E não se esqueçam que a saudade que rouba de mim a minha paz.
Não é duradoura.
Feneço a cada dia de amor e saudade da minha Terra queria.
Pátria amada.
Onde a luz do sol é a fonte de minha vida.
Para onde irei, e iremos todos na barca do sol.

Autoria do Dr César de Porto Seguro.
10/01/2012.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top