O ator e produtor local Adriano Cutrim abre 2012 com uma grande produção teatral, será o espetáculo do Rio de Janeiro; "SADE EM SODOMA" no elenco a atriz Guta Stresser (a Bebel da Grande Familia) e Tárik Puginna (Belíssima), no elenco de apoio o ator Edson Cardoso (O Jacaré da Turma do Didi) e a ariz de teatro e cinema Diana Behrens a peça é para o público adulto e tem classificação de 18 anos, estará em cartaz no Centro de Cultura nos dias 14 e 15 de Janeiro (Próximo fim de semana) ás 20h.
Os ingressos serão um presente para os amantes do teatro e da cultura de Porto Seguro, eles serão vendidos por apenas 10 reais a inteira e 5 reais a meia, será uma opurtunidade única de assistir uma obra teatral que é sucesso de crítica e publico por um preço popular.
O espetáculo começara sua turnê na Bahia em Porto Seguro, e o mínimo que podemos fazer é comparecer e divulgar as apresentações que acontecerão em nossa cidade, não é a primeira vez que um grupo escolhe Porto Seguro para abrir uma temporada e com certeza não sera a última.
"Com certeza vivemos o melhor momento teatral da história de Porto Seguro, essa será a 57° peça teatral que trago à Porto em menos de 3 anos, isso só foi possível graças ao apoio da classe empresarial e da Funceb, a cultura virou presença constante em Porto Seguro, e sua permanencia só depende da sua presença, prestigie esse grande espetáculo e garanta a presença de outros!....Adriano Cutrim"

SADE EM SODOMA

Com texto de Flávio Braga e direção de Ivan Sugahara, espetáculo sucesso de
público e de crítica faz turnê pelo interior da Bahia

Este projeto foi selecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2011/
2012. A peça, baseada na literatura do Marquês de Sade “Os 120 dias de Sodoma”
(“Les 120 journées de Sodome”, escrita no século XVIII), vai percorrer, de 14 de
janeiro a 5 de fevereiro, seis cidades baianas: Porto Seguro, Ilhéus, Itabuna,
Vitória da Conquista, Feira de Santana e Camaçari.

Sucesso de público e de crítica em cidades como Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Angra
dos Reis e Salvador, o espetáculo “Sade em Sodoma”, com texto de Flávio Braga e
direção de Ivan Sugahara volta à Bahia a partir de janeiro, desta vez, em turnê pelo
interior do estado.
RELEASE

Em cena, o soldado Mathieu (Tárik Puggina) é contratado como guarda-costas
de um nobre. Ele narra ao marquês os acontecimentos dos últimos quatro meses. A
descrição dos desregramentos ali ocorridos envolve antigas cafetinas, que auxiliaram
na criação dos climas de cada um dos 120 dias. O zeloso criado sugere que ele ouça
também uma das cafetinas, Madame Duclos (Guta Stresser).

O texto é direcionado ao Marquês de Sade, para quem as duas personagens Mathieu e
Madame Duclos narrem a história. “A montagem é extremamente elegante, requintada
e com tudo que o texto imprime: selvageria, prazer através do sexo, crime, violência
e escatologia que representa através da comida. A construção dramática da orgia vem
pela comida", antecipa o diretor.

Autor do texto original de "Sade em Sodoma" (de 2008), Flávio Braga afirma que o
marquês de Sade é tão atual quanto os massacres que, regularmente, são praticados
em pontos obscuros do planeta, e completa: "A matéria prima de Sade são as vísceras
da tragédia humana, quando o campo de batalha é o corpo. Seja o corpo étnico,
seja o corpo amado, seja o corpo do inimigo. Os conflitos de todas as nacionalidades
terminam na questão central, que é o corpo. Sade antecipou, em seu "120 dias
de Sodoma", tanto Treblinka quanto Kosovo, tanto Stálin quanto Bush e Putin. Os
personagens de Sade defendem a natureza do mal. Sem desculpas étnicas como
os nazistas, sem a defesa de dogmas, como a Santa Inquisição e sem a desculpa
ideológica, como os genocidas da atualidade. Simone de Beauvoir perguntou: devemos
queimar Sade?".

O ator Tárik Puggina foi quem teve a ideia de levar a novela para os palcos: "Assim
que comecei a ler a novela do Flávio Braga, percebi que eu tinha em minhas mãos
uma obra de rara qualidade. E que, muito embora não tenha sido escrita para os
palcos, projetava imagens lindas em minha mente, como se teatro fosse. Imagens
fortes, de grande beleza, que na sua crueza, como é a vida, ecoavam e pediam para
serem libertas."


FICHA TÉCNICA
Texto: Flávio Braga/ Direção Geral e dramaturgia: Ivan Sugahara/ Assistente
de Direção: Gabriel Salabert/ Workshop: Gerald Thomas/ Elenco: Guta Stresser
e Tárik Puggina/ Elenco de Apoio: Edson Cardoso e Diana Behrens/ Coreografia
e Preparação Corporal: Olívia Teixeira/ Preparação Vocal: Rose Gonçalves/
Cenário: Nello Marrese/ Iluminação: Paulo César Medeiros/ Figurino: Patrícia Muniz
/ Visagismo: Dani Kobert/ Direção Musical: Nervoso/ Fotografia: Dalton Valério/
Programação Visual: Sérgio de Carvalho/ Direção de Produção: Tárik Puggina/
Produção Executiva: Gabriel Salabert/ Realização: Nevaxca Produções

Classificação: 18 anos
Duração: 60 minutos
Dias 14 e 15 de Janeiro (sábado e domingo) ás 20h
Local - Centro de Cultura de Porto Seguro
Ingressos - 10 reais inteira e 5 reais meia
Informações: (73) 3288-1388 - 9113-2082 - 9927-4658 e campanha.vaaoteatro@gmail.com

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top