Christopher Eustáquio Eleto 


Projeto gera mais frutos com ingresso de alunos em universidades federais
Carlos Santos de Souza 


Carlos Santos de Souza e Christopher Eustáquio Eleto, ambos de 18 anos, não contêm a alegria com a aprovação em vestibular para o curso de música. Eles são alunos do Projeto Escola Orquestra Sinfônica (OSD). Carlos ingressará na Universidade Federal do Ceará e Christopher na federal de Minas Gerais. Em entrevista eles afirmaram que desejam exercer a profissão e quem sabe retornar a Porto Seguro para dar continuidade ao trabalho dos professores da OSD. “Os dois optaram pela licenciatura, o que é muito bom, porque poderão ser instrumentistas e também professores, estamos muito orgulhosos”, detalha Moana Viterbo, coordenadora geral da OSD.

Moana ainda completa afirmando que o “projeto cumpre um de seus objetivos principais: formar pessoas para atender com qualidade a demanda imposta no mercado de música, que cresce a cada dia e isso só é possível com o trabalho que fazemos, identificando talentos que ainda estão na escola e só precisam de oportunidade”. Além disso, com o objetivo de ampliar essas ações e auxiliar a rede de educação pública de Porto Seguro no cumprimento da lei nº 2.732/2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica a OSD vem articulando um projeto com a Secretaria Municipal de Educação. A ideia é capacitar professores e implantar em todas as escolas municipais a disciplina educação musical.

Projeto Escola Orquestra Sinfônica (OSD)

A OSD é um projeto de educação musical, destinado a crianças e jovens entre 6 e 24 anos de idade. Baseia-se na oferta gratuita de oficinas musicais - musicalização infantil (canto coral, flauta doce e bandinha rítmica), canto coral, violino, viola, violoncelo, contrabaixo acústico, flauta transversal, clarinete, oboé, trombone, trompete, trompa e tuba. Atualmente é apoiado pela Petrobras, Criança Esperança e Prefeitura de Porto Seguro.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top