Em apoio ao Corpo de Bombeiros, órgão municipal solicitou auxílio ao IBAMA e à Veracel Celulose para debelar as chamas que ameaçam Área de Proteção Permanente

Um incêndio que está ocorrendo na BR-367, nas imediações da Reserva Indígena da Jaqueira, teria se iniciado a partir de uma pequena queimada provocada por um catador de guaiamun, segundo populares, ontem, 23. A secretaria do Meio Ambiente de Porto Seguro e o Corpo de Bombeiros foram acionados no mesmo dia, por volta das 11 horas, tendo ambos os órgãos adotados providências imediatas no sentido de evitar que o fogo se alastre ainda mais, provocando danos graves ao ecossistema da restinga e mata atlântica. Aproximadamente 50 hectares já teriam sido atingidos pelas chamas.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, o suposto autor do incêndio teria ateado fogo à vegetação com o objetivo de “limpar” a área, facilitando a captura do crustáceo. Ele salientou que, devido à dificuldade para debelar o fogo, a secretaria solicitou o apoio do IBAMA, que enviou uma equipe de voluntários da unidade conhecida como Prevfogo, e a Veracel Celulose, que enviou uma brigada contra incêndios. Além disso, índios da Aldeia da Jaqueira e moradores do entorno estão auxiliando nos trabalhos, que envolvem cerca de 40 homens. "Estive no local até as 20h30minh de ontem, quando alguns focos foram eliminados. O nosso grande temor é que o fogo se propague para o interior da aldeia, e o local faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) Coroa Vermelha, acrescentou o secretário.

“Pedimos um alerta especial à população, nesse período de baixa umidade, para que não adote comportamentos como jogar bituca de cigarro no mato ou fazer queimadas, tendo em vista que podem provocar incêndios”, finalizou.



Pedro Ivo Rodrigues

Fotos: Divulgação

Secretaria de Governo e Comunicação

Assessoria de Imprensa - Geral

Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top