Na manhã do último domingo, 22 de abril, data em que se comemora a chegada da armada de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro, há 512 anos, foi realizada missa na Igreja Nossa Senhora do Brasil, presidida por Frei Marcos. A cerimônia foi assistida por fiéis, religiosos e autoridades brasileiras e portuguesas, que celebraram o Aniversário do Brasil e o fortalecimento dos laços culturais que unem os dois povos.

Estiveram presentes: o prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade; secretários municipais; o presidente da Câmara Municipal, Pastor Erivaldo Santos; os vereadores Marcos Rodrigues, Paulo Onishi e Carlito Martins; o presidente da Câmara Municipal da cidade portuguesa de Belmonte, Amandio Manuel Ferreira Melo; o chefe de Gabinete do presidente da Câmara Municipal de Lagos (Portugal), Paulo José Lourenço Tovar, representando o alcaide Júlio José Barroso; o secretário de Estado da Cultura português, Francisco Viegas, entre outros.

Frei Marcos destacou que, para a Igreja Católica, a data representa o marco inicial do cristianismo em solo brasileiro. “Quando foi rezada a Primeira Missa, os nativos desconheciam o Deus dos cristãos, pois adoravam os seus próprios deuses e as forças da natureza, crença que foi atualizada para Jesus Cristo. Onde a Igreja entra com a sua ação evangelizadora, catequética, apresenta ao povo uma história que retrata a nossa origem, a nossa vida”, enfatizando a herança cultural portuguesa, presente, por exemplo, no idioma nacional. “Nossos povos estão unidos pela solidariedade, harmonia, paz”, afirmou.

Intercâmbio cultural

O presidente da Câmara Municipal de Belmonte, cargo equivalente a prefeito no Brasil, considerou que as comemorações do Aniversário do Brasil desencadearam sentimentos entre ambas as nações. “Vim a Porto Seguro pela primeira vez em 1985, em missão oficial, retornando algumas vezes. A emoção que constatamos aqui não se encontra em outras cidades brasileiras, como São Paulo”, ressaltando que a Costa do Descobrimento tem um significado especial para os seus compatriotas. “Comemoramos em Belmonte, cidade onde nasceu Cabral, o 26 de abril (data em que foi celebrada a Primeira Missa, por Frei Henrique de Coimbra). No caso das festas que estão acontecendo em Porto Seguro, é uma oportunidade para troca de experiências e para nos tornarmos mais próximos”, explanou.

O secretário de Estado da Cultura português, função equivalente a de ministro, destacou que o nascimento do Brasil representou para seu país um grande começo na Era dos Descobrimentos, assim como a conquista de Ceuta, na África, em 1415, marco do início da expansão marítima dessa nação. “Construímos um mundo melhor para os nossos povos, formando uma grande comunidade de países lusófonos. Parabéns para o Brasil, esta grande pátria! Parabéns para Portugal!”, exclamou.


Turismo histórico

O prefeito Gilberto Abade relatou que, em visita oficial a Belmonte, viu bandeiras do Brasil em quase todas as casas, percebendo o orgulho dos portugueses pela terra que descobriram em 1500. O prefeito complementou que o turismo histórico é uma vertente que precisa ser explorada no município, cuja principal divulgação costumeiramente foi ligada a ritmos musicais, como a lambada, e festas para o público jovem. “Nada contra esses estilos, mas é importante focarmos no turismo histórico, assim como no ecológico, tendo em vista que temos a Cidade Alta, com suas igrejas e casario tombados; um lindo mar de águas azuis, belas praias, entre outros atrativos”, acrescentando que o elo de relações entre Porto Seguro e suas cidades co-irmãs portuguesas está cada vez mais forte.

Pedro Ivo Rodrigues

Fotos: João Cordeiro

Secretaria de Governo e Comunicação

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top