A Prefeitura Municipal de Porto Seguro, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu esta semana, dois dias de atendimento a homens e mulheres custodiados na Delegacia de Polícia Civil. De acordo com Paulo Granha, coordenador da Vigilância Sanitária, a iniciativa visa à detecção precoce de doenças e ao tratamento das já existentes, já que são comuns as ocorrências de doenças de pele, gripe e tuberculose, além de outras doenças infecto-contagiosas mais graves.

Equipes da Vigilância Sanitária, Atenção Básica e Prevenção às DST levaram médico, enfermeiro, técnicos de enfermagem e farmacêutico, disponibilizando serviços de aferição de pressão arterial, teste de glicemia, consultas médicas em geral, multi-vacinação, coleta para testes de HIV, sífilis e hepatites, dispensação de medicamentos e distribuição de preservativos. Além dos serviços, a Secretaria de Saúde disponibilizou, por meio da Ouvidoria SUS Itinerante, um consultório montado especialmente para esses serviços.

Para o delegado Ricardo Feitosa, a iniciativa da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Saúde é extremamente importante sob dois aspectos. O primeiro é que trata-se de um local que se constitui possível foco de doenças, onde lamentavelmente a higiene e a limpeza são precárias. “Considerando um fluxo mensal de mais de cem pessoas custodiadas, a facilidade de contágio e contaminação é muito grande”, afirmou. O segundo aspecto é que este é um segmento muitas vezes esquecido pelos poderes públicos. “Dispensar cuidados sobre esse público é uma verdadeira ação de afirmação de cidadania, proporcionando uma atenção mais humanizada ao cidadão infrator e promovendo a inclusão social”, ponderou.

O atendimento é realizado de forma contínua, o que permite acompanhamento dos pacientes desde a prevenção de alguma doença, até o tratamento proporcionado pelo SUS.

Alexandra Soares

Assessoria da Sec. de Saúde

Sec.de Governo e Comunicação

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top