Em atendimento a uma denúncia anônima, o Departamento de Fiscalização Ambiental, órgão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Porto Seguro (SEMMA), e a Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (CIPPA) realizaram a apreensão de uma embarcação, de nome Tocantins, na qual foram encontradas lagostas, peixes e equipamentos para pesca ilegal, como compressor.

A operação aconteceu na madrugada de quinta-feira, 17 de maio, próximo ao Píer Municipal.

Devido ao fato de estarem no período do defeso, as lagostas foram apreendidas e deverão ser doadas a entidades assistenciais.

Foram apreendidos 229 quilos de peixes e 224 de lagostas, totalizando 453 quilos, além dos seguintes equipamentos: roupas para mergulho, capuz, pares de pés-de-pato, arbalete, cloque “bicheiro”, regulador de válvula e mangueira (200 metros).

A embarcação e o material se encontram em poder do Ministério Público, que deverá instaurar ações nas esferas cível e penal contra os infratores.

“Como pode ser observado, as lagostas se encontram em tamanhos abaixo do permitido para sua captura, sendo que algumas estavam cheias de ovas”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Luiz Ramalho.

O capitão Pablo Deiró, da CIPPA, declarou que a parceria com a SEMMA vai continuar, sendo intensificadas as ações que visam minimizar os danos ambientais.



Pedro Ivo Rodrigues



Fotos: SEMMA



Secretaria de Governo e Comunicação



Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top