Com cerca de 600 mil sacas processadas anualmente, o extremo sul baiano se destaca na produção nacional de café conilon. Por isso mesmo, a Unidade Regional do Sebrae de Teixeira de Freitas está implantando este ano o Projeto Café Conilon – Extremo Sul, em parceria com a Federação de Agricultura do Estado da Bahia, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e a Prefeitura de Itabela – município considerado referência em produtividade e maior indutor da região no aperfeiçoamento de tecnologias de produção. O projeto vai beneficiar inicialmente 20 produtores locais, donos de pequenas propriedades de agricultura familiar.

De acordo com o gestor do projeto, Paulo Mesquita, o objetivo geral é organizar e sistematizar a produção do café conilon na região, enfatizando a elevação da produtividade, inovação tecnológica e aumento da renda dos produtores. “Consequentemente, com o sucesso do projeto é esperado o aumento também do desenvolvimento regional sustentável”, revelou.

O projeto será aplicado tendo em vista seis focos estratégicos: elevação da produtividade e redução dos custos de produção; fortalecimento da cultura de cooperação e do associativismo; agregação de valor ao produto final através de prospecção e identificação de nichos diferenciados de mercado; acesso ao crédito orientado; desenvolvimento de estudos e pesquisas; e orientação quanto à conquista da licença ambiental.
Paulo Mesquita explicou que a meta é elevar a renda dos produtores em 45% até 2014, sendo 15% até 2012 e 30% até 2013 – considerando como ano-base o ano de 2011. A previsão é que a produtividade (saca por hectare) seja elevada em 30% até 2014. A ideia é também dobrar o público alvo atendido pelo projeto até 2014.

Para alcançar as metas estão previstas várias ações. A primeira delas – atividades relacionadas à gestão do projeto e arregimentação do público alvo e de parceiros – já foi implantada, com a participação de produtores ligados à Associação de Pequenos Produtores do Cedim no 13º Simpósio Agrocafé, nos dias 12 e 13 de março, em Salvador; e com a assinatura do Acordo de Resultados da parceria, em abril, entre o superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passos, e o Sindicato dos Produtores Rurais de Itabela, representado pelo seu presidente, Edinardo Oliveira, e com a Prefeitura.

O projeto entrará agora na fase de ações práticas, com consultorias (em licenciamento ambiental, elaboração do planejamento estratégico das associações, apoio à comercialização), módulos do curso “Redes Associativas”, oficina de acesso ao crédito rural, realização da Festa do Café Conilon de Itabela, promoção de Rodada de Negócios (durante a Festa do Café), realização de cursos técnicos e assistência in loco junto aos produtores.

A safra de 2011 foi de 350 mil sacas, o que corresponde a mais da metade da produção da microrregião. Este número mostra que Itabela conta com um alto nível de tecnologia, produtividade e qualidade. O município tem produtores de excelência em café conilon. As ações do sindicato visam beneficiar produtores rurais, atendendo preferencialmente os mini e pequenos produtores e agricultores familiares. A variedade de café conilon é adaptada a condições de temperaturas médias anuais entre 22 a 26°C, responde à seca e tem bom desempenho nas condições de clima, temperatura e solo, presentes na região de Itabela.


Débora Vicentini

Agencia de Notícias Sebrae Bahia

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top