Barraquinhas

Ainda que o espaço seja limitado, procure dividir os ambientes como se fossem barraquinhas, para que a decoração siga o estilo de um arraial. Você pode escrever os nomes das brincadeiras em cartolinas e fixá-las em mesas que servirão como divisórias. O truque é adaptar brincadeiras e jogos ao tema caipira, incluindo elementos e símbolos da roça.

Corrida de sapatos

Desenhe com giz um quadrado com cerca de um metro quadrado no chão. Distante dele, dois ou três metros, desenhe a linha de largada. Os participantes devem tirar seus sapatos e colocá-los no quadrado desenhado anteriormente.

O juiz da brincadeira mistura os pares de sapato, enquanto os participantes se posicionam atrás da linha de largada. Depois do apito de largada, os participantes correm até o quadrado para procurar seus próprios sapatos, calçá-los corretamente, voltar à linha de largada e tocar um sino para dar o sinal de que cumpriram a tarefa.

Corrida do ovo ou do amendoim

Uma ideia é mudar a conhecida brincadeira de apostar corrida equilibrando um ovo sobre uma colher com a boca, substituindo o ovo por amendoins com casca.

Você pode colocar os amendoins em uma bacia sobre a mesa. Os participantes devem sair da linha de largada com uma colher na boca, encher a colher com amendoins, sem a ajuda das mãos, e levá-los até o parceiro que segura o copo de plástico onde devem ser colocados os amendoins. Deixe a brincadeira correr por 60 segundos, vence a dupla que tiver mais amendoins.

Correio elegante

O correio elegante fica mais divertido quando as mensagens são anônimas, por isso é melhor que o carteiro elegante escreva a mensagem ditada pelo remetente. Se a pessoa que receber a mensagem descobrir quem foi que a enviou na primeira tentativa ganha uma maçã do amor ou uma prenda.

Apostar corrida é uma das brincadeiras favoritas da criançada. A regra é simples: ganha quem chegar primeiro. Para as festas juninas, podem-se utilizar sacos de linho. Os competidores entram no saco e saltam até a linha de chegada. Outra brincadeira é correr com um pé só como o saci pererê; ou pedir que os participantes organizem-se em duplas. Amarra-se a perna direita de um à perna esquerda do outro para fazer uma corrida de três pés. São brincadeiras simples que garantem a diversão.

Boca do caipira

O princípio é o mesmo do tiro ao alvo. Imprima e cole sobre uma cartolina a figura de um caipira com a boca aberta. Recorte a boca do caipira, de maneira que fique uma abertura generosa onde os participantes deverão acertar as bolinhas.

Desenhe uma linha no chão para marcar o espaço que os participantes devem ficar distantes da figura. O ideal é que a distância seja suficiente para tornar o acerto possível, porém não muito fácil. As crianças vão adorar a figura do Chico Bento engolindo goiabas que, nesse caso, poderão substituir as bolinhas.

Pescaria

As barraquinhas da pescaria nas festas juninas são as mais disputadas pelas crianças, e os pais acabam entrando na brincadeira para ajudá-los

Organize o maior número de prendas diferentes e divertidas para que não faltem. Eleja uma hierarquia de prêmios, dos mais simples aos melhores e para facilitar enumere de 1 a 6. Essa ordem será colada na barriga dos peixinhos. Utilize um tanque com água ou areia com peixes de plástico que têm um anel em sua cabeça, para que seja possível pescá-lo com uma vara que pode ser de bambu.

Caso os peixinhos não tenham argola use elásticos de dinheiro e para fazer o ganchinho que vai ficar na ponta do barbante das varinhas, use clipes de papel. Outra opção é desenhar peixinhos em cartolina e colocá-los em uma caixa de areia.

Bigode do Caipira

É como a brincadeira de espetar o rabinho do burro, porém, para adaptá-la à festa junina, substitua o burrinho pela figura de um caipira que deve ter seu bigode recolocado.

Basta colar sobre uma lâmina de isopor o desenho do rosto de um caipira e fixar com alfinete um bigode de cartolina. O participante que colocar o bigode mais próximo do lugar correto é o vencedor, mas ele deve fazê-lo com uma venda nos olhos depois de ter dado pelo menos cinco voltas em torno de si mesmo. A brincadeira pode ser feita em duplas, um jogador tenta acertar o bigode, enquanto o outro lhe fornece as coordenadas, no período de três minutos.

Acerte o chapéu

Encha três garrafas PETs com areia e coloque-as no chão. Desenhe uma linha, dois metros distante das garrafas, de onde os participantes terão que atirar os chapéus caipiras. Cada participante tem três tentativas.

Cadeia

Uma festa junina bem organizada precisa ter xerifes. São eles os responsáveis por colocar na cadeia quem não estiver se comportando bem. Essa brincadeira consiste em estipular pequenas quantias em dinheiro para prender (em um cômodo da casa, ou num cantinho) e liberar as pessoas. Assim, seu amigo paga para que o prendam e você também precisa pagar para sair.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top