Dilza, com as nutricionistas Rita e Monique



Porto Seguro sedia encontro de secretarias de Educação e acaba se destacando pelas práticas bem sucedidas em relação à alimentação escolar



Para aprimorar ainda mais as práticas desenvolvidas pela Secretaria de Educação de Porto Seguro em relação à merenda escolar, as equipes dos setores de Alimentação e Horta Escolar participaram de mais um treinamento, realizado pelo Cecane (Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição Escolar), realizado nos dias 05 e 06 de junho. Durante o encontro, que contou com a presença de 11 municípios do Extremo Sul da Bahia, estiveram representando Porto Seguro, a secretária de Educação, Dilza Reis; a coordenadora do Setor de Alimentação Escolar, Fernanda Carneiro e as nutricionistas Rita Pelosi e Monique Pessoa.

O Cecane, que está sediado na Ufba (Universidade Federal da Bahia) e é diretamente ligado ao FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). Um dos objetivos da vinda das assessoras Mércia Barreto e Lívia Santos a Porto Seguro foi verificar os avanços e o impacto do treinamento realizado no ano passado em relação ao PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). Durante todo o evento, representantes de secretarias de educação e nutricionistas apresentaram suas dificuldades e conquistas. Dentre as diversas abordagens, a experiência de Porto Seguro Seguro, relatada pela secretária e demais servidoras, foi tomada como exemplo de sucesso.

A coordenadora do setor de Alimentação Escolar, Fernanda Magalhães informou aos participantes sobre um documentário produzido em Porto Seguro, na semana passada, pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura), apresentando o município como referência nacional em alimentação escolar. “Nosso município foi escolhido como referência pela transparência na aplicação e prestação de contas do dinheiro público”, explicou a coordenadora. Ela lembrou que essa conquista é ainda mais representativa, considerando a extensão do município de Porto Seguro, com 107 unidades de ensino, 30 mil alunos e muitas escolas na zona rural e aldeias indígenas.

Merenda de qualidade

Entre as experiências que deram certo em relação à alimentação escolar em Porto Seguro, as representantes do município lembraram ainda o fornecimento intermitente de merenda para todas as escolas, utilizando alimentos saudáveis e de qualidade; o programa de aquisição de produtos através de pequenos agricultores do município, em parceria com a Secretaria de Agricultura, que estimulou a criação de uma cooperativa de agricultores; a realização de treinamentos com as merendeiras das escolas; e o início da avaliação nutricional de alunos, considerando peso, altura e identificação de grupos diferenciados, como diabéticos, obesos e portadores de alergias.

A secretária Dilza Reis observou ainda a nova postura da Prefeitura em relação ao nível de escolaridade das profissionais responsáveis pelo preparo da merenda. Segundo ela, a partir de uma avaliação criteriosa, observou-se que muitas dessas profissionais eram analfabetas, o que acaba comprometendo os resultados do trabalho. A partir disso, o processo seletivo e o concurso público passaram a exigir como pré-requisito do nível de escolarização, no mínimo, o Ensino Fundamental.

“Não é uma desvalorização da pessoa que não sabe ler, é um estímulo para a busca do conhecimento”, salienta a secretária. Segundo ela, os resultados foram imediatos, inclusive com o aumento da demanda pelo EJA (Ensino de Jovens e Adultos). “Nós mudamos o nosso olhar e elas perceberam que tinham que voltar para a escola para conquistar um melhor espaço no mercado de trabalho”, conclui a secretária.

Como parte do conteúdo repassado para nutricionistas e técnicos da educação, o Cecane apresentou aos participantes os objetivos e princípios do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), previstos na Lei 11.947 de 16 de junho de 2009. Entre as propostas do programa estão: contribuir para o crescimento e desenvolvimento profissional; estimular práticas alimentares saudáveis e promover aprendizagem e rendimento escolar, por meio de ações de educação alimentar e nutricional e da oferta de refeições adequadas. Entre os princípios do PNAE está a universalidade, continuidade, equidade, respeito aos hábitos alimentares e sustentabilidade.

Participaram do treinamento representantes das secretarias de Educação dos seguintes municípios: Porto Seguro, Alcobaça, Caravelas, Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itamaraju, Itapebi, Jucuruçu, Mucuri e Teixeira de Freitas.



Hilda Rodrigues (MTB 4262)

Assessoria de Imprensa

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top