Regulamento de exibição foi publicado pela Fifa nesta quinta-feira, 28, e libera eventos em bares e pubs

Foi publicado nesta quinta-feira 28 o regulamento de exibição dos jogos da Copa das Confederações em 2013 e da Copa do Mundo em 2014, ambas realizadas no Brasil. As exibições em bares, pubs e boates – que já foram alvo de controvérsia em edições anteriores da Copa – estarão liberadas de qualquer tipo de autorização ou cobrança, desde que não tenham público maior que 5 mil pessoas e que não cobrem nem ingresso de entrada e nem tenham comercializado cotas de patrocínio. De acordo com o documento, as exibições podem ser classificadas em “Eventos de Exibição Pública Comerciais”, "Eventos de Exibição Pública Não Comerciais" e “Eventos de Exibição Pública Não Comerciais Especiais”.

A venda de bebidas ou alimentos, segundo o regulamento, não torna o evento necessariamente comercial, na definição dos policies da Fifa. “O Exibidor poderá vender ou autorizar a venda de alimentos, bebidas ou outros produtos ou serviços por qualquer entidade terceira durante um Evento de Exibição Pública. Para garantir que tais atividades de venda não constituam qualquer forma de patrocínio explícito ou implícito à Fifa, à Competição ou ao Evento de Exibição Pública, a venda de produtos ou serviços durante os Eventos de Exibição Pública não deve ser realizada de forma que possa sugerir que a entidade terceira esteja oficialmente associada à Fifa, à Competição ou a um Evento de Exibição Pública”, explicita o documento oficial.

As exibições públicas, sejam comerciais ou não, devem, no entanto, obedecer algumas regras da Fifa. Entre elas: não podem ser reprisados jogos, ou seja, as exibições devem ser sempre ao vivo, o conteúdo não pode ser modificado, sem cortes ou mensagens sobrepostas, os comerciais não podem ser substituídos por outros conteúdos, as exibições precisam começar sempre 10 minutos antes do início dos jogos e 10 minutos depois do fim dos jogos e não podem ter vinculação política alguma.

Segundo a Fifa, todos os eventos que não se enquadrarem nas normas apresentadas ou forem comerciais devem submeter suas propostas à TV Globo. Estas regras valem exclusivamente para o Brasil. A Fifa anunciou que as regras para outros países ainda serão publicadas. (RODRIGO MANZANO - Meio e Mensagem)

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top