Desde o início da campanha de vacinação contra a paralisia infantil deste ano (último dia 16), Porto Seguro já vacinou 7.338 crianças, o que corresponde a 59,87% da meta. O percentual alcançado está acima do registrado ao nível estadual (58,53%). Em relação aos municípios da 8º Dires, foi o município que vacinou o maior número de crianças, até agora.

No sábado, vinte e dois postos de vacinação ficaram abertos, além das cinco equipes volantes disponíveis em pontos estratégicos da cidade, para facilitar o acesso à vacina.

A campanha de vacinação contra a paralisia vai até 06 de julho. A meta para o município é de 12. 257 crianças. Com o tema: “Leve seu super-herói menor de 5 anos ao posto de vacinação”, o Ministério da Saúde espera imunizar aproximadamente 14 milhões de pequeninos em todo o país.

Vacinar para garantir

No Brasil, as campanhas nacionais de vacinação contra a paralisia infantil tiveram início há 33 anos. De acordo com o MS, no país, desde 1989 não há registro de casos da doença. A vacinação continua sendo o meio mais eficaz de prevenção, já que o vírus pode ser importado por portadores vindos de países endêmicos, ou seja, onde a paralisia infantil ainda existe e ocorre de maneira continuada, como alguns países da África.

Para garantir aos munícipes e turistas a segurança necessária, Porto Seguro mantém a vigilância com estratégias que oferecem a maior cobertura possível, tanto na cidade, quanto na zona rural.

Vacinação contra a gripe

No Dia D, além da vacinação contra a paralisia infantil, também receberam a segunda dose da vacina contra a gripe crianças com idade entre 6 meses e 2 anos. Segundo a coordenadora de imunização, Helayne Sampaio, os pais devem atentar para a importância desta segunda dose para proteger as crianças contra a influenza, já que se aproxima a estação mais fria do ano, o inverno, quando normalmente ocorrem mais casos de gripes e resfriados.



Alexandra Soares
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Saúde de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top