Uma oficina realizada com o apoiador do programa na Bahia esclareceu dúvidas sobre os instrumentos de avaliação da saúde

Enfermeiros, Médicos e Odontólogos da saúde municipal de Porto Seguro participaram, na primeira semana de junho, de uma oficina sobre a avaliação externa do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), com o apoiador do programa na Bahia, Antônio Carlos da Silva Magalhães Neto, do Ministério da Saúde.

O PMAQ é um programa instituído pelo Ministério da Saúde com o objetivo de ampliar o acesso e a melhoria da qualidade da atenção básica, de padrão de qualidade comparável nacional, regional e localmente, permitindo maior transparência e efetividade das ações governamentais direcionadas à Atenção Básica em Saúde. Essas mudanças vão ser implementadas nas unidades básicas de saúde (UBS) e vão se refletir em melhorias no atendimento aos usuários de todo o sistema de saúde.

Antônio Carlos falou sobre os instrumentos e processo de avaliação das UBS vinculadas ao programa e destacou o acolhimento, a demanda espontânea e as linhas de cuidado com foco no atendimento materno-infantil e puerpério como objetos de avaliação que têm priorização imediata. Também serão avaliados infraestrutura, adequação visual, apoio institucional e processo de trabalho. Estes dados serão coletados por meio de observação nas unidades de saúde, análise de documentos e entrevistas aos usuários dos serviços. Essa etapa será executada por estudantes das áreas de saúde, em convênio firmado entre universidades com o Ministério da Saúde. Os estudantes vão inserir as informações coletadas num sistema próprio do MS. De acordo com Antônio Carlos, esse levantamento vai proporcionar uma boa quantidade de dados e de qualidade impar para nortear produções científicas e instrumentos de trabalho, e serão úteis para o planejamento das ações e a tomada de decisões.

Segundo o coordenador de Atenção Básica de Porto Seguro, João Sebadelhe, 13 unidades com 17 equipes de Saúde da Família estão vinculadas ao PMAQ e, por isso, vão receber a visita dos avaliadores, prevista para o mês de julho. “Estamos adequando as unidades de saúde às exigências do Ministério e fortalecendo as equipes e o controle social, visando à prestação de um serviço com maior qualidade e resolutividade”, afirmou Sebadelhe.

Os estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Sergipe estão passando pela avaliação.



Alexandra Soares

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Saúde de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top