Município é exemplo no combate ao mosquito

Dando continuidade às ações exitosas de combate à dengue realizadas no ano passado, Porto Seguro já começou a se reunir com os parceiros. De 17 a 21 deste mês, o município recebeu integrantes da FLEM (Fundação Luís Eduardo Magalhães) para agendar as ações de prevenção com base nas experiências implantadas para a realidade de cada bairro e realizar um curso de capacitação para os articuladores.

Nesta primeira etapa, além da FLEM, a Secretaria de Saúde se reuniu com representantes da Vigilância Epidemiológica, 8ª DIRES, agentes de saúde, empresas e entidades de classe, e as Secretarias Municipais de Cultura, Trabalho e Desenvolvimento Social, Administração, Finanças, Obras e Infraestrutura e Meio Ambiente. No encontro ficou agendada a formação de um comitê, com um representante de cada segmento, para participação e acompanhamento em todas as etapas do projeto.

Na reunião de sensibilização de parceiros, a mobilizadora Edleide Lima, da FLEM, explicou a importância do papel de cada um e parabenizou o município pela redução nos números de casos de dengue. De acordo com Samuel Carvalho, técnico referência da dengue (FLEM), o maior desafio é a mudança de postura: “A moeda da mobilização é a parceria”, afirmou.

Ao discutir as propostas do Projeto de Mobilização Social contra a Dengue para o período 2012/2013, a secretária de Saúde Kátia Nunes esclareceu que, embora não apresente casos preocupantes de dengue este ano, Porto Seguro é prioridade por receber pessoas de vários lugares do mundo. Além disso, enfatizou a importância de manter o objetivo de combater os focos do mosquito e relatou o apoio dos parceiros e o trabalho realizado pela Vigilância Epidemiológica ao detectar, por meio de pesquisa, a necessidade de mostrar à comunidade, de casa em casa e na prática, as maneiras de prevenir a proliferação do mosquito da dengue.

A presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Cecília Nakamura disse reconhecer o trabalho que vem sendo realizado no combate ao mosquito, e argumentou que há necessidade de maior envolvimento de cada cidadão. “As pessoas devem tomar atitude, buscar informações, denunciar, cobrar atendimento, participar mais”.

O Projeto da Mobilização para a Prevenção e o Controle da Dengue na Bahia

A ênfase do projeto, realizado em 23 municípios baianos, é a promoção de educação em saúde para troca de experiências e propagação do conhecimento, com incentivo à participação popular (moradores, associações, igrejas, faculdades, escolas, empresas). Dentre as estratégias adotadas para prevenção da dengue está a identificação de situações de vulnerabilidade, disponibilização de assistências entomológica e epidemiológica, detecção precoce de epidemias e adoção de medidas de controle adequadas.

Dengue em Porto Seguro – redução é exemplo para outros municípios

Porto Seguro reduziu em 93,72% os casos de dengue em relação a 2011. Enquanto naquele ano foram confirmados aproximadamente 600 casos de janeiro a setembro, em igual período de 2012 foram confirmados 13 casos.

O resultado se deve a um trabalho realizado durante todo o ano. Além de faxinaços nos bairros, palestras em escolas, empresas, barracas de praia, associações, forças armadas, aeroporto, igrejas, maçonaria e outras instituições, a equipe de combate a endemias visitou semanalmente os imóveis que apresentavam focos do mosquito para ensinar como acabar com eles. Uma medida simples e de muito resultado, por exemplo, foi a retirada de vasilhames de áreas abandonadas e dos quintais, pela equipe de eliminação de focos.



Alexandra Soares

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Saúde de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top