Em uma solenidade realizada dia 06 de setembro, na Câmara Municipal de Porto Seguro, a secretária de Educação do município, Dilza Reis, representando o prefeito Gilberto Abade, juntamente com o chefe de Gabinete, Jairo Moutinho; o diretor do Memorial da Epopeia do Descobrimento, Wilson Cruz e os vereadores entregaram os certificados aos professores e alunos vencedores do Concurso “O Descobridor”. Os alunos vencedores e seus respectivos professores serão contemplados pela Prefeitura com uma viagem de intercâmbio cultural para Portugal.

Os felizardos foram os seguintes: Rodrigo Pereira de Jesus e o professor Silvino de Oliveira Filho, da escola Alcides Faustino; On Já Fraga Moreira e a professora Adriana Valiense, do Colégio Municipal do Arraial d´Ajuda e Iarley de Jesus OIiveira com a professora Gilmara Santos Silva, da escola Chico Mendes. Cerca de 280 alunos do 9º ano da rede municipal de ensino participaram do concurso, apresentando uma redação, em poesia, cordel ou dissertação, com o tema “O Descobridor: as aventuras do além-mar”. Uma comissão julgadora elegeu os vencedores, entre os 30 melhores e cada escola.

“O prefeito Abade, com o apoio da Câmara Municipal, que aprovou a lei, foi quem resgatou esse prêmio, que estava há 20 anos na gaveta. Para nós, representou uma conquista muito grande. Em nome de toda a comunidade porto-segurense, queremos agradecer a ele e aos vereadores por essa oportunidade, que valoriza não apenas os estudantes, mas também os professores, que se dedicaram e acompanharam o desempenho de seus alunos”, disse a secretária Dilza Reis.

Resgate cultural

Dilza destacou que a proposta de intercâmbio para Portugal foi resgatada pela atual administração no ano passado, quando um grupo, que incluía a secretária, três alunas, finalistas das Olimpíadas Brasileiras de Matemática, e três professores passaram 14 dias na Europa e trouxeram para suas escolas a experiência de conhecer a riqueza de uma outra cultura. “A lei existe e gostaríamos de garantir a continuidade desse prêmio, para que outros alunos tenham o incentivo e possam usufruir dessa oportunidade”, salientou.

O diretor do Memorial do Descobrimento, Wilson Cruz destacou o significado do prêmio e a importância dos alunos premiados, para o município de Porto Seguro. “280 alunos participaram, 30 foram selecionados e três escolas se consagraram”, constatou, enfatizando a transparência no processo de julgamento dos textos, que identificou os alunos apenas por códigos, para evitar favorecimentos. O empresário agradeceu a iniciativa do prefeito de fazer o concurso acontecer, a atuação da secretária Dilza, vereadores, alunos e professores, “pois é uma oportunidade excepcional para esses alunos”.

Os vereadores elogiaram a atuação da secretária Dilza e o fortalecimento dos laços com Portugal. “A professora Dilza faz um trabalho maravilhoso em Porto Seguro e incentivar esses alunos a irem a Portugal, realmente faz a diferença”, afirmou Dilmo Santiago. Manezinho mencionou a lei de geminação de Porto Seguro com a cidade portuguesa de Trancoso, assinalou a oportunidade que teve de conhecer Portugal no ano 2000 e os vínculos criados com os portugueses. “Sempre elogiei a senhora como uma das melhores educadoras de Porto Seguro. Parabéns por resgatar esse importante intercâmbio cultural”.

Emoções eu vivi

A entrega de certificados aos vencedores do concurso contou ainda com a participação de alunos e professores que viajaram a Portugal no ano passado. “É uma experiência maravilhosa. Vivi momentos de muitas emoções, que vou guardar para o resto da minha vida”, declarou a professora Valmirian. Para a aluna Hanna, a oportunidade de aprendizado foi inédita. “Para nós que fomos premiados, foi uma honra e também uma surpresa. Aprendemos muito. Quando fomos, a premiação era nacional. Acho legal agora ter essa premiação local. Fomos muito bem recebidos lá e percebemos que eles levam muito em consideração a nossa ligação com o passado”, enfatizou a estudante.

Os alunos vencedores deste ano, não esconderam a emoção de terem sido contemplados. “Gostaria de agradecer, primeiro a Deus, à minha mãe, à Prefeitura, aos professores e vereadores”, disse o aluno Iarley, do Arraial d´Ajuda. Já o professor Silvino, da escola Alcides Faustino, localizada no distrito de Vera Cruz, fez questão de reconhecer o mérito dos alunos, em especial do estudante Rodrigo, da escola em que ele leciona. “O mérito é dele, mas eu também me sinto premiado. A escola pública não é ruim. E o aluno é que faz a qualidade da escola”, ensinou.

A secretária Dilza não dispensou a oportunidade de levantar a bandeira da qualidade na educação pública. “Somos professores porque acreditamos na nossa missão. Tenho orgulho de ter ficado mais de dois anos à frente da Secretaria de Educação e não termos tido um dia sequer de greve. Isso porque o aluno é o mais importante em todo o processo e precisa ter assegurado o seu direito de acesso à educação”, afirmou, chamando os professores à responsabilidade. “O professor precisa ter compromisso com o aluno, senão, vamos pedir, sinceramente, que abra mão da vaga para outro”, arrematou.

Dilza ressaltou que a bandeira da sua gestão foi e sempre será com base em três pilares: compromisso, diálogo e qualidade do ensino, “sem medo de errar”.



Hilda Rodrigues (MTB 4262)

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Porto Seguro

Secretaria de Educação

Fotos: João Cordeiro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top