Diversas entidades de Porto Seguro estão se unindo no sentido de buscar maneiras de incrementar a visitação ao Mercado Pedro Abade, localizado no bairro Campinho, transformando-o também em mais um ponto de atração turística no município. Para discutir o assunto, foi realizada no local uma reunião na manhã do dia 17 de novembro, com a participação dos secretários municipais de Turismo, Wilson Spagnol, e Cultura, Cecília Nakamura; do administrador do mercado, Jorge Luis Moreira; o vice-presidente da ABIH/BA, Marcelo Bernardo; a chefe do Cerimonial da Prefeitura, Jaqueline Maia, além de representantes dos feirantes e comerciantes do mercado.



Inaugurado no início do ano passado, o Mercado Municipal conta com 72 boxes de aproximadamente 15 metros quadrados cada, mais 160 metros quadrados de bancadas que abrigam cerca de 120 feirantes. Além das bancadas onde são comercializadas frutas, legumes e verduras, o mercado possui ainda restaurantes e boxes, onde são comercializados produtos como carnes, peixes, farinha, biscoitos, queijos, flores, massas italianas, tapiocas e outros produtos da culinária e artesanato locais.



“Turismo é motivação e para isso precisamos ter mais atrativos nesse espaço, que possui um excelente potencial. Estamos com a cidade cheia e os turistas não sabem da existência desse mercado”, constatou o secretário de Turismo, Wilson Spagnol. Para ele, que também é empresário do setor turístico, o município precisa ampliar permanentemente seus atrativos. “O turista gosta de conhecer coisas diferentes daquilo que ele tem na sua cidade. E nós temos atrativos aqui. Essa é uma grande oportunidade, falta apenas um polimento, através da diversificação dos produtos oferecidos e incluindo novas atrações, como apresentações culturais”, afirmou.



Na opinião do vice-presidente da ABIH/BA, Marcelo Bernardo “o mercado é um produto maravilhoso, que precisa ser melhor aproveitado”. A secretária de Cultura e também presidente da CDL, Cecília Nakamura destacou a necessidade de serem criadas regras a serem cumpridas pelos comerciantes. “É importante ter aqui uma mostra da cultura local, com produtos do artesanato regional de qualidade. Nada de Cds piratas”, enfatiza.



Com o objetivo de discutir uma estratégia empresarial e de marketing para o espaço, um novo encontro foi marcado para a próxima quinta-feira (22/11), no próprio mercado, com a participação das secretarias de Turismo e de Cultura, ABIH, CDL, Sebrae e de representantes dos feirantes. “Vamos acender essa chama junto com aqueles que desejam essa mudança”, resumiu o secretário Wilson Spagnol.

Hilda Rodrigues (73) 8891-0132/ 8111-2088

Assessora de Imprensa – Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top