Durante os nove dias de carnaval, a Prefeitura Municipal de Porto Seguro, por meio da Secretaria de Saúde, desenvolveu intenso trabalho para prestar atendimento de qualidade à população local e aos turistas. Para atender a demanda do carnaval, a Secretaria de Saúde contou com o reforço de mais de 200 profissionais e pessoal de apoio.

O setor de urgência e emergência estrategicamente posicionado em uma estrutura moderna montada no circuito do evento garantiu atendimento de excelência ao folião. O pronto atendimento registrou uma média de 50 atendimentos diariamente. Os casos mais comuns foram de pessoas que excederam o uso do álcool. “As pessoas procuraram a assistência da saúde. O mais importante é que não houve situações graves nos dias do carnaval”, esclarece Ademilson Correia, coordenador da Unidade de pronto atendimento.

Sem intercorrências

A Vigilância Sanitária atuou no Carnaval inspecionando diariamente lanchonetes, restaurantes, ambulantes, camarotes e trios elétricos, tendo o objetivo de avaliar as condições de higienização no processo de manipulação e acondicionamento dos alimentos e bebidas. De acordo com a coordenadora da vigilância sanitária, Luciane Minetto, não foram identificadas ocorrências relacionadas a riscos sanitários. “Obtivemos um resultado muito positivo por parte de todos os estabelecimentos que vistoriamos”, enfatiza.

Campanha DST/ AIDS Fique Sabendo

Em Porto Seguro, os indicadores da campanha “Fique Sabendo” recebeu adesão dos turistas e moradores. Nos nove dias da festa, foram contabilizados 3652 testes rápidos de HIV, Síflis, Hepatite B e C realizados simultaneamente nos estandes montados na Passarela do Descobrimento, Arraial d’ajuda e Baianão. As pessoas submetidas aos testes receberam apoio e orientação psicológica antes e depois do resultado. As pessoas diagnosticadas positivas foram encaminhadas para serviço de atendimento médico especializado.

Para chamar a atenção das pessoas quanto à diferença que faz a prática do sexo seguro, foram distribuídos 150 mil preservativos nos mais diversos circuitos do carnaval, além da distribuição de folders, adesivos e sacolas contendo mensagens de conscientização. No nordeste, apenas Salvador, Recife e Porto Seguro promoveram a campanha Fique Sabendo.

A Secretária de Saúde, Edna Alves, ressalta a contribuição de todos profissionais envolvidos no carnaval e afirma que para ela é motivo de satisfação contar com uma equipe engajada e competente. “Sinto-me honrada em ter pessoas que primam pela excelência de suas funções, atuando com comprometimento e sensibilidade. Um conjunto de profissionais que desempenham seus papéis com dinamismo, resultando na credibilidade dos serviços prestados tanto no período do carnaval, quanto no transcorrer do ano”, afirma.

Ascom-Secretaria de Saúde

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top