Reconhecendo o valor da mulher para o crescimento de Porto Seguro, quase 300 mulheres representantes de comunidades indígenas e de ciganas, de associações, afrodescendentes, brancas, bem como líderes religiosas e profissionais participaram do evento, que nesse ano teve o tema Terra Mãe, realizado no dia 20, no Centro de Cultura.

“Todos os dias estaremos lutando pelo cumprimento e respeito a todos os direitos da mulher em Porto Seguro, bem como por valorização e oportunidades”, afirma a prefeita, Cláudia Oliveira, na abertura do III Encontro de Mulheres por Etnias, ao falar das várias conquistas da mulher ao longo da história do município.

Quem compartilhou da mesma opinião da gestora foi a secretária de Trabalho e Desenvolvimento Social, Shika Anamiodi, discorrendo sobre a política voltada para a mulher na cidade. “Diferenças étnicas não são diferenças na essência humana. Estamos todos em busca de um único objetivo, o de um Porto Seguro pra viver e ser feliz”, complementou a secretária ao falar dessas conquistas.

A coordenadora da Promoção da Igualdade Racial, Gilberlice Menezes, conta que além de fechar o Março Mulher, iniciativa em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, também com o objetivo de promover a integração de comunidades tracionais apresentou programação com apresentação cultural de cada etnia participantes, além de momento poético com Maria dos Anjos, danças indígenas, homenagens e roda de diálogo sobre as peculiaridades do dia-a-dia dessas mulheres em suas comunidades.

Marcaram presença no evento também as secretárias de Governo, Roberta Caires; a de Administração, Terezinha Siviero; a de Saúde, Edna Alves; e os vereadores Lívia Bittencourt e Marcos Rodrigues (Aurora), além de profissionais liberais e representantes do Judiciário.




Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social

Ascom Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top