Horas extras pagas em vez do Banco de Horas, Prêmio de Assiduidade o ano inteiro e Empréstimo Solidário sem juros para finalidades de saúde ou de moradia. Estes foram alguns dos temas debatidos na última assembleia sobre “Importância do Trabalho”, realizada no La Torre Resort da praia do Mutá de Porto Seguro-BA, com todos os funcionários, a diretoria, e consultores convidados.

Numa cidade como Porto Seguro, onde não há uma quantidade relevante de indústrias, e o turismo tem uma forte sazonalidade, no La Torre Resort o movimento é anual, ressaltou o diretor geral Luigi Rotunno, “gerar empregos é muito difícil, imagine, por exemplo, o que é necessário para abrir uma lojinha”, explicou Rotunno, “em Porto Seguro, o turismo é sazonal, mas no La Torre, com muito trabalho e esforços de toda nossa equipe conseguimos manter um trabalho anual, essa é a grande diferença”.

A importância do trabalho foi destacada por todos os colaboradores, “o trabalho nos dá sonhos, dignidades e esperança e principalmente nos dá o que comer, “ explicou um garçom, “quantos meninos nas ruas vendendo drogas que poderiam estar trabalhando, mente vazia é um perigo”, acrescentou um responsável das portarias. A qualidade da alimentação dos funcionários, a pontualidade no pagamento foi destacada por Rosilda, “eu já saí da empresa, mas hoje estou aqui novamente, e quero ficar muitos anos. “A pontualidade do pagamento é somente uma obrigação da empresa”, respondeu o diretor adjunto Thon Gobira.

Para oferecer um serviço de qualidade ao hóspede, a satisfação dos colaboradores no trabalho é um dos fatores indispensáveis. Entre os tratamentos diferenciados, o La Torre Resort oferece as Horas Extras pagas em vez do banco de horas, um prêmio de assiduidade o ano inteiro de 8% (sendo que para a categoria é previsto o 4% e somente em janeiro e fevereiro) e ainda o pequeno empréstimo solidário, sem juros para finalidades sociais como saúde e moradia, “mais de 200 funcionários já tiveram acesso ao empréstimo e pretendemos continuar a programar meios para que o colaborador não pense tão somente no salário, mas nos benefícios e na renda global que obtém, crescendo junto no La Torre e com o La Torre“, explicou Luigi Rotunno, “entre todos os programas implementados, no último ano foram mais de R$ 500.000,00, em prol dos colaboradores, sem nenhuma obrigatoriedade, ou pedido de sindicato”.

Os colaboradores em seguida, lamentaram a dificuldade de obter atestados médicos nas estruturas públicas de saúde, “vamos colocar o assunto em pauta com os secretários de saúde de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, para que possam orientar os médicos”. Em caso de esquecimento de marcação de ponto, com presença devidamente comprovada pelo chefe de setor, a diretoria do La Torre permitiu que seja feita a anotação dentro de 48 horas, para evitar o desconto. Fechando o encontro, foi pedida a criação de um espaço para descanso no horário do almoço, “essas coisas são conquistas, dentro das empresas”, frisou a contadora e a diretoria irá analisar a viabilidade para isso.

Antonio Alberghini / Mídia Mutá

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top