Vitrine da Costa


Coral Vivo oferece duas atrações turísticas em Arraial d’Ajuda (BA)


Com proposta ambiental, projeto propaga a importância da conservação marinha


Uma das regiões mais ricas em biodiversidade marinha do país, Arraial d’Ajuda, no extremo Sul da Bahia, conta com duas atrações turísticas com proposta ambiental oferecidas pelo Projeto Coral Vivo. No parque aquático, o público conhece espécies vivas de corais. Na badalada Rua do Mucugê, exposição de esqueletos centenários.


“Aproveitamos esses pontos de grande circulação de turistas e moradores para transmitir informações sobre a importância da conservação dos recifes de coral”, explica o biólogo Clovis Castro, coordenador geral do Projeto Coral Vivo, que é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Ambiental, e copatrocinado pelo Arraial d’Ajuda Eco Parque. O lugar foi escolhido porque nas proximidades tem duas áreas de proteção integral: o Parque Municipal Marinho do Recife de Fora e o Parque Municipal Marinho de Coroa Alta.


O Espaço Coral Vivo Mucugê é parada certa para os que circulam pela principal rua do agito. Com entrada gratuita e 200 m², ele abriga exposições sobre a biodiversidade existente no mar brasileiro. Atualmente, o público encontra colônias centenárias de cinco espécies encontradas na Bahia, como coral cérebro,coral-de-fogo, e outras de diferentes países. Elas pertencem ao acervo do Museu Nacional/UFRJ e foram emprestadas ao Projeto Coral Vivo. Além disso, uma maquete reproduz em detalhes o Centro de Visitantes e Base de Pesquisas do Coral Vivo no Arraial d’Ajuda Eco Parque. Painéis visuais educativos sobre a biodiversidade marinha, os recifes de coral da região, e as ações desse projeto sem fins lucrativos complementam as informações transmitidas pelos monitores capacitados. Lá, funciona também uma loja com a marca Coral Vivo com produtos exclusivos sobre a temática marinha brasileira - e os recursos são revertidos para ações de conservação marinha.


Quem estiver no Arraial d’Ajuda Eco Parque - além de se divertir nas piscinas de ondas, toboáguas, tirolesas, e demais atrações - pode ter contato com a vida marinha do Sul da Bahia sem custo adicional no Centro de Visitantes e Base de Pesquisas do Coral Vivo. “Nos tanques de corais, é possível conhecer espécies vivas, experimentos que estão sendo realizados e, no final, filhotes de corais de várias idades que podem ser vistos em microscópicos estereoscópicos”, conta a bióloga Débora Pires, coordenadora de comunicação do Projeto Coral Vivo e presidente da Associação Amigos do Museu Nacional/UFRJ. Na Trilha dos Recifes, painéis formam uma trilha com ilustrações e dados sobre o que são os recifes de coral e como vivem os corais: como nascem, se reproduzem, se alimentam, e como são a base de toda a vida marinha. Os visitantes contam com monitores para transmitir as informações.


Projeto Coral Vivo


Vitrine da Costa
Coordenadores do Projeto Coral Vivo, Débora Pires e Clovis Castro




A mobilização social é uma das três vertentes do Projeto Coral Vivo, que também desenvolve pesquisas científicas e ações de educação ambiental. Com sede no Rio de Janeiro, Arraial d’Ajuda foi escolhido como local da primeira base por conta da rica biodiversidade. O Coral Vivo faz parte da Rede BIOMAR (Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha), que reúne também os projetos Tamar, Baleia Jubarte, Golfinho Rotador e Albatroz. Todos patrocinados pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Ambiental, eles atuam de forma complementar na conservação da biodiversidade marinha do Brasil, trabalhando nas áreas de proteção e pesquisa das espécies e dos habitats relacionados. As ações do Coral Vivo são viabilizadas também pelo copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque, e realizadas pela Associação Amigos do Museu Nacional/UFRJ (SAMN). Saiba mais sobre o Projeto Coral Vivo: www.coralvivo.org.br e fb.com/coralvivo. Telefones: (73) 3575-2353 ou (21) 2254-1228.



Serviço:

Duas atrações do Projeto Coral Vivo em Arraial d’Ajuda, Porto Seguro, Sul da Bahia.

Centro de Visitantes e Base de Pesquisas do Coral Vivo – Estrada da Balsa, Km 4,5. Funciona das 10h às 17h. Sem custo adicional, o público do Arraial d’Ajuda Eco Parque pode conhecê-lo nos dias de abertura do parque aquático, que tem datas específicas divulgadas no site: http://www.arraialecoparque.com.br/calendario/.

Espaço Coral Vivo Mucugê – Rua do Mucugê, 402. Atração gratuita. No verão, funciona de quarta a segunda-feira das 14h às 23h. Fecha todo primeiro domingo do mês.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top