Vitrine da Costa


Estratégia de negócios pós-Copa é discutida na Costa do Descobrimento

Empreendedores pensam na frente e querem aproveitar a oportunidade de divulgação da região para garantir o futuro

Por: Cyntia Farabotti


A bola ainda nem começou a rolar na Copa do Mundo, mas os empreendedores da Costa do Descobrimento já estão pensando nos negócios em longo prazo e no que poderão gerar depois do evento. Para isso, continuam se reunindo semanalmente para discutir estratégias de ações para a região, que será base de treinamento das equipes da Alemanha e da Suíça.

Receber bem o turista é um dos pontos mais discutidos e, hoje, já é considerado o “passaporte” para o sucesso dos empreendimentos após o mundial. “Estamos discutindo estratégias para surpreender os nossos clientes, pensando lá na frente. Não basta ter uma agência e só levar o turista até o passeio, é preciso oferecer mais”, afirmou Daniel da Silva, proprietário da Detour Turismo, e um dos membros do grupo de trabalho que trata do tema Turismo e Hotelaria.

Além deste tema, há grupos que discutem segurança, saúde, mobilidade urbana, comunicação e marketing, infraestrutura, cultura, voluntariado e qualificação profissional. Todos são compostos por representantes de empresários, poder público, sindicatos, organizações não governamentais e associações.

De acordo com a coordenadora da Comissão Local para Assuntos da Copa, que atua na articulação dos grupos, Patrícia Martins, a mídia espontânea que será gerada com a vinda das duas equipes é imensurável. “Ficaremos 40 dias consecutivos aparecendo em toda a imprensa nacional e internacional, recebendo em nossa casa mais de 300 jornalistas internacionais. Precisamos estar preparados para o durante e também para o depois, porque os resultados poderão ser sentidos por pelo menos mais cinco anos”, explicou.

Além de surpreender os clientes, os empreendedores também se preocupam com a qualificação do atendimento, sendo o idioma um dos pontos principais. Para isso, alguns já estão formando grupos de funcionários para estudarem inglês no próprio local de trabalho, como é o caso do hotel que receberá a delegação da Suíça.

O analista técnico do Sebrae em Porto Seguro, Enivaldo Piloto, participa do grupo de trabalho de Turismo e Hotelaria. Para ele, a oportunidade de interação entre os empreendedores e demais setores da sociedade é mais um ponto de destaque das reuniões. “Além de debatermos questões internas, temos a oportunidade de pleitear melhorias junto aos poderes públicos, que poderão ser conquistas também em longo prazo”, completou.

Cyntia Farabotti
Agência Sebrae de Notícias Bahia
(73) 8841-6247
cyntia@varjao.com

twitter.com/sebraebahia
facebook.com/sebraebahia

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top