Vitrine da Costa



Capelania cresce em Porto Seguro

“Regulamentação da profissão do capelão aumenta demanda e conquista prêmios para o município”

A Ordem dos Capelães do Brasil, que há cinco anos atua em Porto Seguro ministrando cursos de formação de capelão, comemora a regulamentação da profissão, pela Lei 1030/2012, aprovada pela Câmara Municipal e Sancionada pelo Executivo.

Os presidentes da instituição, Prº Humberto Barreto Júnior e a Prª Elizabeth Ferraz, contam que a partir da regulamentação, a demanda por formação profissional na área vem crescendo em todo o município. Neste ano, inicia-se o primeiro ciclo de cursos de reciclagem e de formação, a ser iniciado no próximo dia 10 de janeiro, de 8h às 18h, no Centro de Cultura.

No dia 17, acontecerá a cerimônia de posse da diretoria da Seccional Porto Seguro (OCB) e entrega do título “Dr. Honoris Causa” aos capelães de destaque no município e autoridades que têm apoiado essa militância.

Na ocasião, a diretora da Escola Estadual Cristina Batista, Márcia Helena Brito Tozo, vai fazer seu relato sobre os resultados conquistados junto aos alunos e servidores da escola a partir da inserção de um capelão na vida secular da escola. Ela ainda contará sobre a premiação Selo de Ouro e o IDEV entregues pelo governo estadual da Bahia por conta do trabalho de dois capelães.

Atualmente, Porto Seguro conta com uma média de 500 capelães, formados pelo cursos oferecido pela Formação Brasileira e Internacional de Capelania em conjunto com a Ordem dos Capelães do Brasil.

Uma grande campanha, junto ao município, está sendo realizada para divulgar as ações deste profissional laico, voltado ao amparo, acolhimento e aconselhamento espiritual comunitário, escolar, empresarial, hospitais, presídios, agrupamentos esportivos e em entidades voltadas a ação social.

O grupo de capelães afiliados à Ordem dos Capelães do Brasil têm contato com o apoio da Prefeitura em suas iniciativas. “Agradecemos o empenho da prefeita para o crescimento desta carreira laica que visa o bem estar de toda a comunidade”, frisa a Prª Elizabeth.



Ascom – Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top