Vitrine da Costa


Intercambio musical Bahia – Reino Unido traz de volta a Salvador expoente do gênero bass culture britânico para dialogar com a cena “bass” da Bahia

SecultBA traz Bass Culture Clash a Salvador!

A aventura dos graves transatlânticos, iniciada em 2013 e com uma segunda edição realizada em 2014, continua em 2015 com um novo conjunto de artistas do Brasil e Reino Unido apresentando as correntes mais profundas na música bass hoje. De 28 de janeiro a 3 de fevereiro, a Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA) promove na capital do estado uma nova ação do Bass Culture Clash, dentro do programa Bahia Music Export, desenvolvida em parceria com a empresa British Underground com a missão de impulsionar a internacionalização do setor de música independente no estado.

Na programação estão previstas shows – claro! – mas também uma oficina sobre estratégias de internacionalização de música, com enfoque nos métodos desenvolvidos pela British Underground (uma agência líder em showcases internacionais e em desenvolvimento de negócios e oportunidades para artistas emergentes no Reino Unido) e ainda uma residência de gravação com a JUS NOW, dupla formado por um DJ inglês e um percussionista trindadense que vem ao Brasil pela primeira vez, com participação já confirmada do DJ Rafa Dias com o projeto ÀTTØØXXÁ, das Ganhadeiras de Itapoã, além de outros em processo de articulação.

Os shows estão previstos para o dia 31 de Janeiro, no palco da Praça Pedro Archanjo, a partir das 20h. Junto ao JUS NOW, estarão os baianos Ministereo Público, Soraia Drummond e ÀTTØØXXÁ, expoentes da “cultura dos graves” na Bahia que em 2014 estiveram no Reino Unido pela segunda edição do Bass Culture Clash. O JUS NOW participa ainda do Quintas Dance Hall do dia 29/01, às 21h, com Ministereo Público, no Sunshine Bar (R$ 10), e às 13h do dia 02 de fevereiro, durante a Festa de Iemanjá, no Rio Vermelho.

No dia 31 de janeiro, agentes e produtores culturais, gestores, artistas e demais interessados em internacionalização da música podem participar da oficina “Estratégias de Internacionalização da Música da Inglaterra”. A ação acontece no Forte de Serviços Criativos, sede do Bahia Criativa, no Barbalho, das 14h às 17h, facilitada pelo presidente da British Underground, Crispin Parry, pela jornalista e curadoraJody Gillet, pelo diretor artístico de festivais, Tom Paine, e pelo produtor Ed Feilden, com tradução simultânea.

“O objetivo do projeto é romper fronteiras, gêneros e conectar artistas com novos públicos e, fundamentalmente, com seus pares. Visa ainda apresentar os sons das “capitais do bass sound” no mundo, caso de Salvador e de Londres”, afirma Monique Badaró, assessora de Relações Internacionais da Secult e coordenadora do projeto Bahia Music Export . As inscrições são gratuitas e já podem ser feitas pelo email bahia.criativa@cultura.ba.gov.br.



Bahia Music Export


O Bahia Music Export tem como missão impulsionar a internacionalização do setor de música independente da Bahia. Assim, para promover a música baiana no exterior, o Bahia Music Export desenvolve projetos especiais de intercâmbio e difusão que possibilitem a troca de conhecimento; formação de rede e criação de plataformas facilitadoras de negócios e inserção em novos mercados, a exemplo do ‘bass culture clash”, no Reino Unido, em parceria coma a British Underground.


A primeira edição do projeto “Bass Culture Clash Bahia - Reino Unido” ocorreu em 2013 com ações tanto na Bahia como na Inglaterra, e contou com a participação das bandas OQuadro, de Ilhéus, e os Nelsons, de Paulo Afonso. A segunda edição do projeto iniciou em maio 2014 quando a voz do reggae baiano Soraia Drummond e o sistema de som Ministereo Público se juntaram ao cantor de reggae Stylo G, à rapper inglesa Little Simz e à dupla JUS NOW, em uma agenda de atividades que incluiu apresentações, oficinas, gravações e divulgação. Agora é a vez dos britânicos visitarem a Bahia.



Serviço

Bass Culture Clash – Bahia


SHOWS – JUS NOW (Reino Unido/ Trinidad e Tobago)

· Dia 29 de janeiro, 21h – Quintas Dance Hall (com Ministereo Público, Sunshine Music Bar – Rio Vermelho, R$ 10)

· Dia 31 de janeiro, 20h – Praça Pedro Arcanjo (Participações: DJ Rafa Dias [ÀTTØØXXÁ], Ministereo Público e Soraia Drummond) - GRATUITO

· Dia 02 de Fevereiro, 13h – Festa de Iemanjá (com Ministereo Público, Largo de Santana - Rio Vermelho, aberto)



Oficina “Estratégias de Internacionalização da Música da Inglaterra”

Dia 31 de janeiro (sábado) – das 14h00 às 17h00

Escritório do Bahia Criativa – Forte do Barbalho

Facilitador - Crispin Parry

GratuitA – Inscrições pelo email bahia.criativa@cultura.ba.gov.br



Facilitadores

Crispin Parry – presidente da empresa British Underground, uma agência líder em showcases internacionais e em desenvolvimento de negócios e oportunidades para artistas emergentes no Reino Unido, bem como de alianças para indústria da música. Ele fundou a empresa há 12 anos, após uma carreira de sucesso como editor de revista de música; também construiu uma ampla rede de contatos na indústria do Reino Unido. A empresa British Underground já produziu mais de 50 campanhas de showcases no Reino Unido, sendo o projeto mais recente o Bass Culture, uma vitrine para promover o reggae britânico. Desde 2012, vem desenvolvendo uma iniciativa para conectar e trocar ideias com a indústria brasileira, cujo objetivo é promover o intercambio de experiências e conhecimentos entre artistas emergentes do Reino Unido e do Brasil, especialmente a Bahia. A British Underground conta com o apoio financeiro do Conselho de Artes da Inglaterra (Arts Council England) e do Sindicato de Músicos do Reino Unido (British Musician’s Union Office).



Jody Gillet – que é responsável pela comunicação do projeto. Jody Gillet – além de ter sido curadora de coletâneas BMex, é uma parceria do nosso projeto, representante da BM&A no Reino Unido, vive em Londres e atua há mais de 15 anos com o cenário local de música independente. Já trabalhou com marketing e gerenciamento de diversas gravadoras e selos como Hannibal Records, Ryko disc, LuakaBop, Trama, etc.



Tom Paine – criador da Team Love, produtora responsável por vários festivais no Reino Unido, entre os quais o Glastonbury Festival, maior festival de música a céu aberto do mundo, e o Love Saves the Day e também na Europa, como o Garden Festival, na Croácia e o See No Evil, considerado o maior festival de arte de rua do mundo.



Ed Feilden – da ATC Management, empresa de gestão de carreiras que representa artistas como Jus Now, Kate Tempest, Micachu and the Shapes, Kwes, Tirzah. Larga experiência em produção cultural, tendo participado da produção do festival Glastonbury Festival e do Carnaval de Notting Hill.

Artistas

JUS NOW é o encontro de duas bases sonoras obsessivas, Interface (produtor / DJ de Bristol, Reino Unido) e LAZAbeam (percussionista / produtor de Trinidad que ampliando fronteiras, representam a fusão entre ritmos caribenhos e o som underground britânico, compartilhando o baixo, rum e festas. JUS NOW gravou entre Trinidad e Reino Unido o seu primeiro album 'One Time EP' para a Gutterfunk Records. Sem se vincularem a algum ritmo ou gênero, eles esculpiram seu própria estilo e recentemente assinam a 3 Beat (pela Universal, lançando em março 2014 o single 'Tun Up'. Bunji Garlin e Stylo G. São destaques em muitos festivais, incluindo Glastonbury, Boomtown e Bestival.

https://soundcloud.com/jusnow

Soraia Drummond - Nascida em Salvador, Bahia, Brasil, Soraia Drummond é uma artista de mão cheia: cantora, compositora e multi-instrumentista. Seu show é uma mistura eletrizante de diferentes ritmos africanos, brasileiros e jamaicanos, com composições que se referem a uma ampla gama de questões, indo das sutis de amor às preocupações sociais e espirituais. Além de ter passado temporada na Jamaica, realizou turnê nos Estados Unidos com jamaicano Gregory Isaacs, dividindo cena com Burning Spear, compôs também com Mad Professor e Sly & Robbie entre outros. De volta a Salvador, seu primeiro álbum impressionou críticos e público, tendo várias de suas faixas selecionadas para coletâneas de selos, tais que Mais Um Discos (Daora, 2013) e Far Out (Brazilian Bass, 2014).

https://soundcloud.com/soraiadrummond | http://www.soraiadrummond.com/

Ministereo Público - Inspirado em uma das mais sólidas tradições jamaicanas surgida nos anos 50, a cultura dos sound system, o 'Ministereo Público' é o primeiro sistema de som da Bahia especializado em reggae, dub, ragga, dancehall e jungle. O grupo vem ocupando as ruas, praças, bairros e casas noturnas das cidades Baianas, levando intervenções artístico-urbanas onde elas nunca estiveram e buscam popularizar e fortalecer a cultura de sistema de som na Bahia. Já dividiram palco com artistas internacionais tais que Eek-A-Mouse, Mad Professor, Mikey Dread (Channel One) e Max Romeo .

http://ministereopublico.blogspot.com.br

ÀTTØØXXÁ (Rafa Dias) - Este é o novo projeto do DJ Rafa Dias, que o batizou mais especificamente de “Àttøøxxá Buquê de Coquetel Molotov”. É com essa metáfora que o músico e produtor tenta sintetizar o trabalho. A brincadeira tem tudo a ver com o que o artista pretende ao tocar na noite de Salvador: unir o romantismo do ritmo arrocha representado pelo buquê, com o efeito “explosivo” nas pistas de dança representado pelo coquetel molotov.

https://soundcloud.com/attooxxa



Assessoria de Comunicação
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SecultBA

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top