Vitrine da Costa
Estudantes no Centro de Visitantes e Base de Pesquisa do Coral Vivo no Arraial dAjuda Eco Parque


Coral Vivo abre inscrições para visitas de escolas do Sul da Bahia

Com o intuito de levar aos estudantes informações sobre a importância dos recifes de coral, o Projeto Coral Vivo abre agendamento para visitas monitoradas e gratuitas no Espaço Coral Vivo Mucugê e no Centro de Visitantes e Base de Pesquisas no Arraial d’Ajuda Eco Parque. A ação é voltada para escolas públicas e particulares da Costa do Descobrimento (BA).

“Como ficamos em uma das regiões de maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul, consideramos essencial apresentar para esse público informações que possam ser replicadas em sua família e comunidade”, avalia Clovis Castro,  coordenador geral do Projeto Coral Vivo, que tem patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque.“Esperamos que as pessoas possam olhar para o mar e imaginar o que está acontecendo ali debaixo, e, assim, que valorizem e cuidem desse importante ecossistema”, completa Castro. A coordenadora de Educação Ambiental do Coral Vivo, Teresa Gouveia, sugere que cada grupo escolar visite os dois espaços porque as experiências são complementares.

Espaço Coral Vivo Mucugê
O Espaço Coral Vivo Mucugê oferece exposição de esqueletos de colônias centenárias de corais de diferentes partes do mundo, inclusive de espécies que somente ocorrem no Brasil. Trata-se de acervo emprestado pelo Museu Nacional/UFRJ. Ela é complementada por telas interativas de alta tecnologia, mostra de fotografias, painéis informativos e vídeos sobre a vida nos recifes.

O conteúdo é transmitido de forma lúdica. “Quando um dos seres marinhos da tela interativa Teia Alimentar é tocado, são apresentadas informações sobre seus hábitos alimentares. Caso o visitante clique na opção para eliminá-lo, é observado o impacto disso no ambiente”, explica Débora Pires, coordenadora de Comunicação do Projeto Coral Vivo. Já a tela interativa Ambientes Marinhos apresenta jogo no qual um grupo de personagens ensina de forma divertida as consequências da ação das pessoas em ecossistemas como banco de gramas, manguezal e banco de corais, por exemplo.

Estudantes na tela interativa Ambientes Marinhos exposta no Espaco Coral Vivo Mucuge


Exposição no parque aquático apresenta espécies vivas
Os grupos escolares que visitam o Centro de Visitantes e Base de Pesquisas no Arraial d’Ajuda Eco Parque conhecem espécies vivas de corais que ocorrem na região. Com o uso de lupa, vêem os detalhes dos organismos nos tanques, e com o microscópio conhecem os filhotes. Há, ainda, painéis com ilustrações e dados sobre o que são os recifes de coral e como vivem os corais: como nascem, se reproduzem, se alimentam, e como são a base de toda a vida marinha.

Agendamentos
As marcações devem ser feitas com antecedência pelo telefone (73) 3575-2353, durante o horário comercial. No Espaço Coral Vivo Mucugê, os estudantes podem ser recebidos pela manhã e início da tarde. No Eco Parque, somente nos dias em que o parque aquático estiver fechado, e essa informação fica disponível pelo: http://www.arraialecoparque.com.br/calendario/.

Projeto Coral Vivo
O Coral Vivo é patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental e faz parte da Rede BIOMAR (Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha), que reúne também os projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Golfinho Rotador e Tamar. Todos patrocinados pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, eles atuam de forma complementar na conservação da biodiversidade marinha do Brasil, trabalhando nas áreas de proteção e pesquisa das espécies e dos habitats relacionados. As ações do Coral Vivo são viabilizadas também pelo copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque, e realizadas pela Associação Amigos do Museu Nacional (SAMN) e pelo Instituto Coral Vivo (ICV). Mais informações na página www.facebook.com/CoralVivo e no sitewww.coralvivo.org.br.





0 comentários :

Postar um comentário

 
Top