Vitrine da Costa


TCE aprova moção de pesar pela morte de Lomanto Júnior


O Tribunal de Contas do Estado da Bahia aprovou, na sessão plenária desta terça-feira (24.11), moção de pesar, apresentada pelo conselheiro Marcus Presídio e subscrita por todos os demais conselheiros, em razão do falecimentodo ex-governador Antonio Lomanto Júnior. No texto da moção, foi destacada a importância da figura do ex-governador para a Bahia lembrando que, além de ocupar o Governo do Estado (de 1963 a 1967), ele também foi vereador, prefeito de Jequié (sua terra natal) por duas vezes, deputado estadual, deputado federal, e senador da República, sempre eleito pelo voto direto.

Além das inúmeras realizações importantes para o estado, ao longo de sua vida pública, o conselheiro Marcus Presídio, que é afilhado de batismo de Lomanto Júnior, salientou o papel do ex-governador no cenário nacional: “Destacou-se como ardoroso defensor do municipalismo, tendo presidido a Associação Brasileira Municipalista de 1959 a 1963, e, de maneira visionária, antecipou o debate sobre o novo Pacto Federativo sob a perspectiva dos poderes políticos locais”.

Recentemente, no dia 10 de novembro, o TCE/BA concedeu ao ex-governador a Medalha Jorge Calmon, em reconhecimento aos grandes serviços prestados pelo mesmo à vida pública baiana e à Corte de Contas. Como já estava com problemas de saúde ele foi representado na solenidade pelo seu filho Antonio Lomanto Neto.


Assessoria de Imprensa/Tribunal de Contas do Estado da Bahia

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top