Vitrine da Costa

A gordura que a balança não vê


A detecção da gordura corporal não está limitada à medida do peso e a composição corporal por densitometria é um dos métodos mais eficientes para essa avaliação

Tem o hábito de subir na balança com frequência para conferir o resultado da prática de exercícios e daquela dieta mais saudável? Saiba que a maneira mais usada atualmente para classificar o indivíduo nas categorias normal, sobrepeso e obesidade é o Índice de Massa Corporal (IMC) = peso (kg) /altura (m)2. Contudo, a balança não é capaz de diferenciar o conteúdo desse peso, isto é, quanto existe de massa magra, gordura e osso dentro dessa medida.

Esse é o diferencial da composição corporal por densitometria, um dos métodos mais eficientes, nos dias de hoje, para esse tipo de medição. O exame permite separar o conteúdo corporal em compartimentos. Assim, é possível fornecer o Índice de Gordura Corporal ou Fat Mass Index (FMI) = gordura corporal total (kg) /altura (m)2. A avaliação da massa de gordura torna-se mais precisa e separa os valores de normalidade para homens e mulheres (o que não acontece com o IMC, que usa os mesmos parâmetros para ambos os sexos).

De acordo com o radiologista da Diagnoson a+, Ricardo Hélio Cruz, os casos de aumento da gordura corporal implicam maior risco de hipertensão arterial, diabetes melito e dislipidemia (alterações do colesterol e triglicerídeos no sangue). Por isso, a importância de avaliar a gordura corporal separadamente da massa magra e da massa óssea.

“A grande vantagem do método é o fato de ser mais preciso e de poder ser usado no acompanhamento dos pacientes para detectar diferenças na massa de gordura corporal após um programa de reeducação alimentar e exercícios, por exemplo”, detalha.

Outra vantagem que o estudo da composição corporal pela densitometria oferece é avaliar a massa magra. É possível calcular o Índice de Massa Magra (conhecido como Índice de Baumgartner) = massa magra apendicular (kg) /altura (m)2 que também separa valores de normalidade para homens e mulheres. A detecção da massa muscular na população idosa ou em atletas é um parâmetro de grande importância na avaliação da saúde geral do indivíduo e na resposta à fisioterapia e reabilitação.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top