Visando a ampliar a melhoria da saúde e a qualidade de vida da população de Porto Seguro, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, promoveu nesta sexta feira, 29/07, relevante mobilização de combate ao glaucoma, na Policlínica. O objetivo da ação destaca-se por ofertar serviços oftalmológicos preventivos e de acompanhamento, por trata-se de uma das principais doenças oculares causadoras de cegueira no país, provocada pelo aumento da pressão intraocular que pode desencadear lesão no nervo ótico comprometendo a visão, gerando a perda da capacidade de enxergar, caso não seja tratado adequadamente.

Glaucoma tem tratamento

Vitrine da Costa


Durante o evento, foram atendidos cerca de 170 pacientes, devidamente cadastrados, que receberam avaliação por meio de exames especializados, entre eles, procedimento de refração, responsável pela verificação do grau dos olhos e análise de Tonometria, designada para checar a medida da pressão ocular. Os pacientes diagnosticados com a doença receberam colírio, a fim de realizar tratamento.

O oftalmologista Bráulio Brandão, explicou que o glaucoma é considerado uma doença grave, mas se for diagnosticado de forma precoce, possui tratamento, sendo necessário o acompanhamento oftalmológico contínuo do paciente.


Cirurgia de catarata


Com a inauguração e credenciamento do Cenoe Hospital de olhos, a Prefeitura de Porto Seguro tem garantido consultas oftalmológicas e cirurgias de catarata, retina pterígio (mais conhecido como carne no olho). Por meio de equipamentos de alta tecnologia, foram realizadas no dia 20/07, 52 cirurgias de catarata e 3 piterígio, no primeiro centro cirúrgico oftalmológico implantando no município. O Hospital de olhos, coordenado pelo oftalmologista Dr. Antônio Nogueira, possui equipe médica de 12 profissionais que atuam nas sub especialidades da oftalmologia.


Atendimentos de glaucoma


O aposentado Salvador Moreira Rocha, 74 anos, soube, em um exame de rotina, faz 4 anos, a confirmação do diagnóstico de glaucoma. "Sempre cuidei da saúde, mas o médico confirmou que tenho glaucoma, por isso, redobrei a atenção e sempre vou ao oculista, hoje vim aqui para fazer avaliação, gostei muito do atendimento", diz.

Dona Ademilde da Silva Cruz, 60 anos, exerce a profissão de costureira, ofício que requer boa visão. Ela diz ter descoberto a doença em uma campanha realizada pela secretaria de saúde. "Tem 5 anos que descobri que possuo glaucoma, foi em um mutirão, de lá pra cá, faço avaliação ocular a cada 3 meses, uso diariamente colírio, porque é muito importante cuidar da saúde", afirma.

Em 2011, a produtora Miriam Silva, foi diagnosticada com aumento da pressão ocular. Desde então, os exames de avaliação tornaram-se frequentes. “Não tenho glaucoma, mas busco ter acompanhamento médico frequente, considero fundamental a prevenção, principalmente após ter a confirmação do aumento da pressão ocular, e, por recomendação médica, todos os dias uso colírio", enfatiza.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top