A atleta, Mariana Santos Figueiredo, integrante da Seleção Brasileira para o Mundial Escolar, foi recebida na última segunda-feira (29/5), de forma calorosa por amigos e familiares em seu desembarque no Aeroporto Internacional de Porto Seguro ao retornar de sua viagem à Hungria, onde conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial Juvenil de Natação, ocorrido em abril.






No Mundial Escolar Juvenil conquistou o pódio no estilo 50 livre, ouro no 4x100 livre, terceira colocação no 100 livre e segunda colocação no 4x100 medley. Mariana também é detentora de inúmeros títulos nacionais, como 3ª colocada no 50 livre Nacional em 2016 e campeã baiana em 2015. Neste ano, a atleta mantem-se no primeiro lugar do Ranking Nacional – categoria Júnior I – no 50 livre e no quarto lugar do 100 livre.

Vitrine da Costa


Ainda neste ano, Mariana vai disputar o Troféu Finkel, em Santos, meados de setembro, onde vai competir com grandes nomes da natação brasileira; No Rio de Janeiro, na modalidade 50 e 100 livre; no final do ano, também vai disputar o Brasileiro – Troféu Carlos Campos Sobrinho, além de estaduais e regionais do Paraná.A porto-segurense, de apenas 17 anos, iniciou seus treinos no município na Porto Ação Academia, sob treinamento da professora Helena e Raquel Scarpelli. À medida que foi tornando-se uma atleta de autorrendimento precisou, há quase dois anos, de acompanhamento em um grande centro e, agora, faz parte da equipe do Clube Curitibano.


Sonho olímpico de Mariana Figueiredo


Ela tem o sonho de compor a equipe olímpica brasileira e, para isso, conta com o apoio incondicional da família e a torcida de toda a comunidade para que alcance esse objetivo. Além da estrutura do clube, a atleta precisa de patrocínios e de conquistar a vaga na Seletiva Fechada, que acontece anualmente. Para isso, intercâmbios nacionais e internacionais são necessários para que a atleta possa adquirir mais experiência e competitividade. “Estou feliz com a conquista, mas sei que o caminho é longo para alcançar sonhos tão grandiosos. Tenho fé e força de vontade para me jogar nos treinos de segunda-feira a sábado, nadando cerca de três horas por dia”, frisa a campeã.

Vitrine da Costa


“As primeiras braçadas de minha filha foram ainda no Ensino Fundamental, na antiga Escola Frei Henrique. Acreditamos no potencial dela e descobrimos esta vocação para a natação. Desde então, estamos acompanhando esta carreira, com sacrifícios para custear a vida atlética e esperançosos para que continue nos dando alegria”, explica o paizão, José Figueiredo Neto, ao lado da mãe Maria Domícia, orgulhosos da filha.

“Fiquei muito comovida com o carinho de meus amigos e família, ao me receberem com tanto entusiasmo e reconhecimento pelo meu esforço. Sempre muito bom voltar á terra natal”, agradece a atleta.

Ascom – Prefeitura de Porto Seguro

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top