Concerto de encerramento da 3ª academia Canto em Trancoso terá apresentação da peça Carmina Burana

Os 50 bolsistas serão acompanhados por dois pianos e percussão para cantar a obra icônica de Carl Orff, peça clássica mais ouvida do mundo.








Canto em Trancoso apresenta Carmina Burana



Para encerrar a 3ª academia Canto em Trancoso em grande estilo, foi escolhida a belíssima e célebre obra Carmina Burana, de Carl Orff, que será executada pelo coro com os 50 bolsistas selecionados, incluindo solistas que se destacaram no grupo. O concerto será no dia 8 de julho, às 18h30, no Teatro L’Occitane.

A academia é mais um projeto do Mozarteum Brasileiro, em parceria com a Chorakademie Lübeck, que visa fomentar a música clássica no Brasil e dar oportunidades a jovens talentos do canto lírico de se aprimorarem com renomados profissionais,brasileiros e estrangeiros, e com chances de estudarem no exterior.

Durante os dias 2 e 7 de julho, os bolsistas passarão por diversas aulas de técnica de canto e interpretação com Rolf Beck, maestro e diretor artístico da Chorakademie Lübeck; com Lucia Duchonova, mezzo-soprano eslovena indicada ao Grammy 2010, na categoria Melhor Vocal; com Francisco Campos Neto, professor da USP; e com o holandês Marcel Boone, professor da HochschulefürMusik, de Basel. O concerto de encerramento irá coroar o resultado de uma intensa semana de estudos e práticas, com execução da difícil peça Carmina Burana.

Em 2015, Rolf Beck regeu essa mesma peça de Carl Orff com a Chorakademie Lübeck,em São Paulo.Na ocasião, a performance foi aclamada pelo público e pelos críticos, cena que certamente se repetirá no dia 8 de julho.Segundo o jornal britânico The Telegraph, Carmina Burana é a obra clássica mais ouvida do mundo desde que foi gravada. Já faz parte do inconsciente coletivo de tão famoso que é seu primeiro e último movimento,Fortuna ImperatrixMundi, mesmo para quem não foi dentifica pelo título. Sua letra é primariamente em latim medieval,adaptada de manuscritos dos séculos 12 e 13.



Serviço


Rolf Beck, regência

Lucia Duchonova, mezzosoprano

Alunos solistas selecionados

Coro


"08/07 – 18h30 – Teatro L’Occitane – Estrada Municipal Arraial D’Ajuda, km 18, s/n - Trancoso, Porto Seguro

(73) 3668-1487"

Preço:


R$ 30,00



Ingressos: Mozarteum Brasileiro tel. (11) 3815-6377 www.mozarteum.org.br

Ingresso Rápido www.ingressorapido.com.br

Ambos sem taxa de conveniência

Morena Turismo - Suleide



APOIO: GroupeL’Occitane, Teatro L’Occitane, Vale + Cultura e Gol, Vitrine da Costa

REALIZAÇÃO: Mozarteum Brasileiro e Ministério da Cultura

Sobre o Mozarteum Brasileiro
36 anos dedicados a projetos educacionais e à promoção da música clássica

Fundado por Sabine Lovatelli e Claude Sanguszko em 1981, o Mozarteum Brasileiro surgiu com o compromisso de levar ao público o que há de melhor no mundo da música. Instituição sem fins lucrativos, tornou-se em pouco tempo uma das mais importantes associações culturais do país. Além da produção de grandes concertos, o Mozarteum Brasileiro desenvolve atividades educativas voltadas ao aprimoramento musical de jovens talentos e à formação de plateias, como as masterclasses, palestras no Clube do Ouvinte, matinês para crianças, concertos ao ar livre e bolsas de estudo que já beneficiaram cerca de 240 jovens com aulas nas melhores academias internacionais. Ao longo de sua trajetória, a instituição já trouxe ao Brasil algumas das maiores orquestras do mundo, como as filarmônicas de Berlim, Viena, Munique e Nova York, além de respeitadas companhias de dança, solistas, grupos de câmara, coros e regentes de prestígio internacional.

Sobre a Chorakademie Lübeck


A Chorakademie Lübeck varia em tamanho, dependendo da obra a ser executada e do país onde se apresenta. Mas não varia na busca constante por novos cantores ao redor do mundo. Autônoma, identifica oportunidades para criar um novo e independente perfil, firmando-se como um pool de talentos que visa atingir a excelência. O coral está em seu melhor nível técnico desde 2002, quando começou como parte do Schleswig-Holstein Music Festival. Seus solistas simbolizam uma ideia internacional livre e unificada que vai além de fronteiras e diferenças raciais, motivada pelo senso de filosofia e processo criativo comum.


Sobre Rolf Beck


A magnífica premiere mundial de St. Luke Passion, de Penderecki, na Münster Cathedral da Alemanha em 1966, foi decisiva para o então jovem estudante de Direito Rolf Beck perseguir seu entusiasmo pela música clássica. Após se formar advogado, ele começou a estudar com HelmuthRilling e, em 1972, fundou o Marburg Vocal Ensemble, que logo ganhou vários prêmios nacionais e internacionais e se tornou um dos principais corais alemães. Beck também fundou o coral da Bamberg Symphony Orchestra, que teve performance de sucesso similar. Em 2002, como diretor artístico do Schleswig-Holstein Music Festival, criou uma academia coral, que participou de várias turnês na Alemanha e no exterior. Em 2014, o grupo se tornou a Chorakademie Lübeck.

Contatos de imprensa

Marco Dabus, Claudia Daré e Marina Pape

Press Services Soluções Integradas em Comunicação

+55 (11) 3627-9896 – marco@presscomunica.com.br

+55 (11) 3627-9897 – claudia@presscomunica.com.br

+55 (11) 3627-9894 – marina@presscomunica.com.br


0 comentários :

Postar um comentário

 
Top