Célia Marta fala gentilmente ao Vitrine da Costa sobre sua experiência
 com drogas (Foto em  frente ao AA ) 



GENTE DA GENTE - Em meio à turbulência instalada com a morte da cantora Amy Winehouse convidei Célia Marta Suaya para nos contar sua experiência com as drogas, para tentar entender mais a fundo o que se passa no dia a dia dos dependentes.

Célia Marta e eu, além de mais quase 600 mulheres e alguns homens, somos companheiras e membros da Comunidade "CÂNCER VAI SE @&*()(*&¨%quot; NO ORKUT. Esta comunidade tem como objetivo apoiar pessoas que estão, estiveram ou tem parentes com CA de qualquer tipo, especialmente o de MAMA que foi o que acometeu sua fundadora Marilisa Peeters, a maioria dos membros e a mim em 1996. Estamos todas curadas (mesmo as que estão em tratamento rsrsr) e usamos parte (grande parte) do nosso dia para informar, apoiar, proteger, defender e divulgar causas pertinentes. Celinha, como a chamamos, é de Maranguape, Ceará e generosamente vai nos contar um pouco de sua experiência com as drogas. Abaixo a entrevista onde Célia é CM e o VITRINE DA COSTA: VC.
Célia e sua filha Duda, sua grande inspiradora para estar longe das drogas


ENTREVISTA

VC – Nome:
CM - Celia Marta Suaya de Mattos Laprea Santos, carioca.

VC – Idade:
CM - 56 anos

VC – Profissão:
CM - Hoje em dia dona de casa e mãe, moradora hoje em Maranguape - Ceará.

VC - Drogas que usou:
CM - Maconha, Cocaína, LSD, Heroína, Haxixe, Ecstase, Anfetaminas, Cogumelo de Zebú, Crack e Álcool

VC - Quando teve seu primeiro contato com as drogas?
CM - Iniciei a usar a maconha logo junto com a cocaína aos 15 anos

VC - Por quanto tempo usou drogas?
CM - Tempo de uso longos 32 anos direto, sem direito a uma parada.

VC – Descreva a sensação de cada droga em seu organismo:
CM - a)maconha - alegria, riso fácil, tudo era lindo e maravilhoso, tudo era paz e amor, fome no inicio de uso e dps não mais e sono.
b) cocaína - disposição, sono nunca chega, cansaço não sentia, uma disposição de "quase uma atleta", tirava todo o mal estar do álcool e do trabalho cansativo de cobradora de ônibus no RJ. Logo que o efeito terminava vinha a depressão profunda.Tentei suicídio por 4 vezes.
c) LSD - é alucinação pura, via cores inexistentes, me via como uma sereia ria muito e cantava muito também, chegava a "ver” Deus e conversar com ELE.
d) Heroína - euforia excessiva, disposição e depressão também a depressão.
e) Cogumelo de Zebu - o mesmo efeito do LSD, visões, alucinações, viagens infindas...
f) Haxixe - uma sensação de bem estar é uma maconha muito mais forte, pois ela deixa a pessoa por muito mais tempo no efeito. Quando o efeito está ficando fraco vem a fome e desestímulo.
g) Anfetaminas - sensação de bem estar por longo tempo, falta de sono, anorexia, alegria sem razão, euforia. Após o efeito vem a depressão profunda.
h) Crack - sensação de fortaleza sem razão, dura apenas segundos e depois vem a depressão e a necessidade de usar mais e mais.
i) Skank - maconha muito mais forte por ser feita em laboratório dá uma sensação mais forte que a maconha os risos são muitos, a fome também.
j) Álcool - no começo risos, alegria contagiante, misturada a outras drogas o efeito é estarrecedor, p/mim é a droga mais devastadora, pois tira o que de mais precioso temos, a nossa responsabilidade, é a UNICA DROGA que tira todo o senso de ridículo, acaba com a espiritualidade e clareza de pensamentos. Tirou de mim a minha dignidade enquanto usava.
Minhas drogas diárias eram:
- Maconha, Cocaína, Álcool e Anfetaminas.
As outras eram nos finais de semana.

VC - Há quanto tempo você está sem usas drogas?
CM – Estou sem usar drogas há 10 anos

VC - O que motivou a deixar as drogas?
CM - Um fundo de poço para alguns "bobos", porém para mim foi a gota d'água.
Eu estava muito louca, drogada num bar aqui em Maranguape tomando Rum quando um rapaz veio perguntando por uma "amiga" minha de copo e drogas, como eu sabia onde ela estava paguei a conta e fui levá-lo a casa onde se encontrava, pois ela estava com R$20,00 dele, ao chegarmos lá, saíram da casa três mulheres, uma delas era a tal "amiga" que começaram a me chamar de velha ridícula, que eu era horrorosa, que não tinha mais idade para estar usando as roupas hippies que sempre gostei de usar, que eu estava na menopausa e nisso quando olhei para os lados a rua estava lotada de pessoas que eu nunca havia visto, riam, gritavam junto e peguei minha bike e sai , fui usar mais, beber e chorar muito. No bar eu usando cocaína e bebendo, comecei a olhar para as minhas mãos e vi que estavam realmente envelhecidas, mas na hora isso não foi o suficiente para eu parar naquela hora, e mesmo também, não tinha força para tal. Naquela madrugada, voltei para casa, adormeci e quando acordei fui direto para o espelho me ver realmente e observei rugas e me dei conta que não tinha 17 anos como eu pensava ter, pois o adicto, no meu caso adicta  perde a noção do tempo e do espaço.
Mas prossegui usando. Um dia fui presa em Maranguape por ter quebrado um bar, logo depois do episódio contado acima, eu estava arrasada, fiz coisa que nunca havia feito.
E quando fui solta fui usar mais cocaína e beber, quando na madrugada eu sentada numa praça veio um rapaz do nada e me disse assim:
-"Tia porque você está sempre desse jeito?" Eu nem conhecia o menino de uns 17 anos + ou -.
Prossegui usando, pois era final de ano, as festas estavam chegando e era época de ficar mais louca ainda.

VC - Você já havia tentado parar outras vezes?
CM - para ser sincera não. Parei internada em hospitais psiquiátricos, quando minha mãe era viva, quando eu tinha família, pai, mãe, avó etc., fui internada 12 vezes em hospícios, pois na época não havia tratamento para ADICTO, usavam eletro choques, banquinhos, onde ficávamos presas algemadas em bancos de ferro por dias, quarto forte, enfim minha vida neste período é o próprio filme BICHO DE SETE CABEÇAS, ali está minha realidade nua e crua.

VC - Como tem sido sua vida sem drogas?
CM - Apenas em uma palavra: MARAVILHOSA
Ou em mais palavras, aprendi o que realmente é ser LIVRE, ter VIDA e ser GENTE HUMANA DE VERDADE. Sem mentiras, sem mascaras.

VC - Acredita que já venceu esta luta?
CM - Com toda certeza NÃO!! Venço um dia de cada vez, vou com calma para não me atropelar, para me recuperar necessito de 24 horas a cada dia.

VC - Tem medo de voltar a usar drogas?
CM - Sim muito medo. Por isso vivo UM DIA DE CADA VEZ. E eu sou o próprio vigia de mim mesma.

VC - Que mensagem você deixa para os jovens ou adultos envolvidos com drogas?
CM - Procurem AJUDA URGENTE!!!
Pois sozinhos não conseguimos de jeito nenhum, adicção é uma doença progressiva, incurável e de fatalidade.
Só existem 3 caminhos para um adicto que se recusa a aceitar a DOENÇA e que PERDEU O DOMINIO DA PRÓPRIA VIDA e RECUSA AJUDA:
CADEIA; HOSPICIO OU CEMITÉRIO.
Existem em todas as cidades Narcóticos Anônimos e Clínicas habilitadas a fazerem sua recuperação, mas para isso ter efeito sobre um adicto é NECESSÁRIO QUE ELE (A) QUEIRA, caso contrário NÃO FUNCIONA.

VC - E para quem nunca usou drogas?
CM - Nunca experimentem, nem por curiosidade, pois se você detonar a doença dentro de você é como um dragão que estava adormecido.
Busque uma religião sempre, ou se não quiser ter uma religião como eu, busque a um DEUS AMANTÍSSIMO que existe dentro de cada um de nós. E tenha -O como o caminho, a verdade e a vida.DEUS É E SEMPRE SERÁ SEU ÚNICO AMIGO VERDADEIRO.

VC - Suas considerações finais;
CM - Caso eu pudesse voltar no tempo com toda certeza eu faria tudo muito diferente, pois tenho estudo, tive oportunidades incríveis na minha vida desde a adolescência, entrei para a 1ª turma de mulheres da Marinha do Brasil em 1979, passei para ser aeromoça da VARIG, estudei Frances, fiz História, e hoje sou apenas uma adicta em recuperação que sobrevivo apenas pela GRAÇA DIVINA, sem trabalho, sem condições de sobrevivência decente.
Joguei minha vida inteira fora, pelo ralo dos guetos da drogadição.
Seja inteligente e use seu corpo e mente para atos saudáveis, creia sempre em Deus e em você, pois quem tem o dom da inteligência como todo ser humano tem, é inadmissível se deixar levar por uma doença trágica como a adicção, que pode apenas ser controlada NUNCA CURADA!
"Aprendi o que realmente é ser LIVRE, ter VIDA e ser GENTE HUMANA DE VERDADE.
Sem mentiras, sem mascaras" (Célia Marta Suaya).
Obrigada por abrir a sua vida e nos falar generosamente as suas intimidades. Através de sua entrevista poderemos, talvez, salvar vidas... (Um beijão da Bebel Magalhães)


Dê a sua opinião sobre esta matéria. Deixe um comentário abaixo!

10 comentários :

  1. Fernanda Villas Boas25 de julho de 2011 01:42

    Sem palavras diante de um relato tão pungente...

    Parabéns! Essa matéria deve ser muito divulgada!

    ResponderExcluir
  2. Celinha e Bebel,
    Parabéns minhas amigas! Dois exemplos de mulheres de fibra e luta a quem chamo humildemente de AMIGAS!
    Celinha, um dia de cada vez e tudo no final.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Celinha
    Vou colar,copiar deixar nos favoritos. Já sabia algumas coisa de vc (linda berlinda)e sou uma eterna torcedora/admiradora da sua batalha diária. Com certeza seu relato precisa ser divulgado.
    VIVA E SEJA FELIZ, SÓ POR HOJE!!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Fernanda. Suas palavras sempre carinhosas e motivadoras!

    ResponderExcluir
  5. Carolina...
    Obrigada pela visita
    Volte sempre!

    ResponderExcluir
  6. Mari querida
    Obrigada...
    A minha luta diária é pela vida, paz, pela felicidade do meu filho e principalmente pelo meu trabalho que eu tanto amo. É uma honra ser sua amiga e ... nada de humildemente... ENCHA A BOCA rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Quero agradecer a minha amiga Bebel por abrir um espaço tão importante em sua VITRINE pois hoje em dia as drogas tomaram conta das famílias.Eu agradeço por ter tido a oportunidade de vir falar sobre a doença da adicção, por poder ajudar de alguma forma quem queira ajuda, reabilitação é muito pessoal e a pessoa PRECISA QUERER!!É difícil parar??SIM!!Com certeza, mas não é impossivel, eu sou um exemplo vivo disso.
    Sou a Alcóolatra e Narcótica MENOS ANÔNIMA do mundo, pois acho que se posso ajudar, mostrando minha história e recuperação só por hoje, não vejo o por que esconder-me atrás de um ANONIMATO.
    Agradeço a todas as pessoas que nesses anos me aturam com minhas doideiras na net rsrsrs, pq deem um descontão né...com tudo que fiz restaram apenas 1 neurônio e meio que ainda por cima é ESPECIAL rsrsrsr...
    Vlw Bebelita obrigadaço mesmo!!!
    Vlw a todos q leram e deixaram um comentário e para mim isso é uma força imensa!!
    Vlw e só por hoje eu não quero mais chorar...
    beijos em todos(as)
    amo a comunidade: CANCER VAI SE %¨$#@*&¨% rsrsrsrs da Marilisia...amo todas que estão lá beijos e obrigadaço por tudo isso e muito mais, ...isso tudo não tem preço né Marilisia...(como vc sempre diz)rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. rsrsrs Gostei da frase "Sou a Alcóolatra e Narcótica MENOS ANÔNIMA do mundo..." Eu é que te agradeço de ter aceito o convite e contado suas mazelas...
    Um beijão e Continua firme... só por hoje!

    ResponderExcluir
  9. eu diria que a melhor ""DROGA "" DA VIDA ,É A PRÓPRIA VIDA........creio em DEUS, nunca quis experimentar nada de drogas, mas admiro e respeito muito as pessoas que conseguem se livrar delas. Parabéns pelo testemunho, que cada dia seja um novo amanha, acreditando na sua vitória. beijussssssssssss

    ResponderExcluir
  10. FIQUEI MUITO SURPRESA COM A SUA HISTORIA, POIS TENHO ESE PREOBLEMA EM CASA COM O MEU ESPOSO E JA NÃO SEI COMO LHE DAR COM A SITUAÇÃO. GOSTARIA QUE ELE TIVESSSE ESSA FORÇA DE VINTADE QUE VC TEM.

    ResponderExcluir

 
Top