Coral Vivo - dia da criança 2019

Coral Vivo vai festejar seus 16 anos com atividades para crianças - FOTO Karib Ribeiro


Na tradicional festa realizada no dia 12 de outubro na Praça da Igreja Nossa Senhora d’Ajuda, o Projeto Coral Vivo levará uma série de jogos e brincadeiras para as crianças entre 2 e 12 anos. A partir das 14 horas, estarão distribuídas em duas barracas atividades gratuitas como pescaria de lixo, jogo de tabuleiro, jogo da memória, entre outras que buscam despertar a conscientização sobre os impactos das ações de cada pessoa no meio ambiente. Destaque para o vídeo gravado em 360º e projetado em óculos de realidade virtual, no qual os pequenos terão a sensação de estar mergulhando no Recife de Fora, unidade de conservação de Porto Seguro (BA).


Atividades lúdicas como pescaria de lixo fazem parte da programação
com temática ambiental no Dia das Crianças  - FOTO Karib Ribeiro




Em totem com o desenho de mergulhadores, as famílias poderão se fotografar e guardar a recordação, marcando #SouCoralVivo nas redes sociais. Essas atividades lúdicas com temática ambiental do Coral Vivo estarão incluídas na programação organizada pelo Maroto com apoio dos comerciantes locais, disponibilizando pula-pula, banho de mangueira e outros atrativos entre 8h e 18h. Trata-se de festa realizada há 36 anos.






“Festejar nosso aniversário junto às crianças de Arraial d’Ajuda é uma oportunidade de compartilhar com elas a importância da conservação e da sustentabilidade socioambiental desse lugar especial e agradecer à comunidade pela parceria desde sempre”, conta a oceanógrafa Flávia Guebert, coordenadora geral do Projeto Coral Vivo, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental. E completa: “É essencial que desde cedo a comunidade conheça a importância e a beleza desse ecossistema para que juntos a gente consiga mantê-lo conservado para as futuras gerações”.



O Projeto Coral Vivo foi criado em outubro de 2003 pelos professores do Museu Nacional/UFRJ, Clovis Castro e Débora Pires, e o local foi escolhido por ser uma das áreas de maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul. A Base de Pesquisas e Centro de Visitantes fica no Arraial d’Ajuda Eco Parque, oferecendo ao público o Aquário Recifal do Coral Vivo, com proposta educacional. Nele, são recebidos sem custo adicional os visitantes do parque aquático e gratuitamente os moradores e grupos escolares da Costa do Descobrimento. Os estudantes de escolas e universidades têm acesso também ao Espaço Educativo do Coral Vivo, onde são oferecidas palestras, os jogos que estarão disponibilizados na festa na Praça da Igreja, e é possível conhecer os organismos recifais pelo microscópio, além do acesso a uma Coleção Didática do Museu Nacional com esqueletos de corais. Esses agendamentos são feitos no horário comercial pelo telefone (73) 3575-2353.



A Igreja Nossa Senhora d'Ajuda é o primeiro santuário do Brasil e um dos pontos turísticos de quem visita a Costa do Descobrimento (BA). A imagem da santa chegou em 1549 pelos jesuítas portugueses. Eles chegaram em três naus: Conceição, Salvador e Ajuda, que posteriormente se tornaram nomes das igrejas.



Sobre o Projeto Coral Vivo


O Projeto Coral Vivo nasceu no Museu Nacional/UFRJ e é realizado por 14 universidades e institutos de pesquisa. Trabalha para a conservação e a sustentabilidade socioambiental dos recifes de coral e ambientes coralíneos. Ele é um dos cinco projetos ambientais que compõem a Rede de Projetos de Conservação de Biodiversidade Marinha (Biomar), criada em 2007 pela Petrobras em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e projetos patrocinados. São eles: Projeto Albatroz, Projeto Baleia Jubarte, Projeto Coral Vivo, Projeto Golfinho Rotador e Projeto Tamar.



:::::::::::

Informações para a imprensa:

Influência Comunicação | Mercia Ribeiro Anselmo – 21.98115-4109 e merciaribeiroanselmo@gmail.com

0 comentários :

Postar um comentário

 
Top