A comemoração do Dia da Mulher será com live sobre a participação feminina na ciência e na conservação ambiental


Zelinda Leão e Berna Barbosa são as convidadas do papo que acontece dia 8 de março, às 19 horas



"A Mulher na Ciência e na Conservação Ambiental" é o tema da live transmitida pelo Projeto Coral Vivo em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Thais Melo, Coordenadora de Educação do projeto, vai receber a pesquisadora e Ph.D. em Geologia Marinha Zelinda Leão e a monitora ambiental do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, Berna Barbosa, para discutir o papel desempenhado pelas mulheres na preservação marinha no Brasil. A conversa será dia 8 de março, às 19 horas, no Instagram do Coral Vivo (@projetocoralvivo).

Considerada a matriarca da Ciência Marinha brasileira, Zelinda Leão é referência nacional em geologia de ambientes recifais. Ela foi pioneira nas pesquisas e publicações sobre recifes de coral brasileiros, além de destacar-se como uma das primeiras mulheres a fazer mergulho de cilindro na costa brasileira. Além de pesquisadora, a baiana é cientista, professora e representa um dos esforços conservacionistas mais importantes do Brasil.

Berna Barbosa dedica-se há décadas à proteção do maior tesouro coralíneo do país, o Arquipélago de Abrolhos. Dona de uma biografia repleta de desafios, ela vive em uma ilha localizada a 70km da costa, desde o tempo em que a única comunicação com terra firme eram as transmissões de rádio! Com seu olhar crítico e depois de conviver muitos anos com pesquisadores, Berna tornou-se monitora ambiental do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos e fala com propriedade sobre a participação de mulheres na pesquisa e na luta pela conservação marinha. "Eu comecei a conhecer a ciência, a pesquisa e fui me engajando nessa história toda porque gosto muito. A gente vai descobrindo como se manter inserida nesse meio. Hoje vemos muitas mulheres fazendo mergulho, fazendo doutorado, fazendo pesquisa, elas são muito competentes, são muito seguras do que fazem e isso é muito importante", diz.



Sobre o Projeto Coral Vivo

O Projeto Coral Vivo é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e trabalha com pesquisa, educação, políticas públicas, comunicação e sensibilização para a conservação e a sustentabilidade socioambiental dos ambientes recifais e coralíneos do Brasil. Concebido no Museu Nacional/UFRJ, hoje é realizado por catorze universidades e institutos de pesquisa. Está vinculado ao Instituto Coral Vivo, que é o coordenador executivo do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais). Esse documento de pactuação está sendo realizado com a coordenação geral do Cepsul/ICMBio. Além disso, o Coral Vivo integra a Rede BIOMAR, junto com os projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Golfinho Rotador Meros do Brasil e Tamar. Patrocinados pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, eles atuam de forma complementar na conservação da biodiversidade marinha do Brasil. As ações do Projeto Coral Vivo são viabilizadas também pelo copatrocínio do Arraial d’Ajuda Eco Parque. Mais informações: www.coralvivo.org.br.

Entenda melhor sobre a formação dos corais no canal do Youtube do Coral Vivo.



Serviço:

Live Projeto Coral Vivo – Dia Internacional da Mulher

Convidadas: Zelinda Leão e Berna Barbosa

8 de março, às 19h, no Instragram do Coral Vivo (@projetocoralvivo)

 



0 comentários :

Postar um comentário

 
Top